sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Stuff

Ora bem, vamos lá pôr a conversa em dia.

O Natal foi dos melhores que já tive. Não sei bem como, mas não houve discussões nem amuos (da minha mãe), o que é de deixar qq um de boca aberta (juro que não estou a exagerar). Dei o meu melhor em tudo. Até falei com ela. E com ele.
Continuo a comer como se não comesse há anos, mas já não ando tão lontra (porque estou doente e a comida dá-me vómitos LOL eu ainda tento, mas nem sempre consigo - i love myself )
No outro dia pesava 46.800, mas hoje pesei 46.200 (garanto que não sei porquê... tou a comer menos, mas ultrapasso as 1500kcal por dia da booooooa). Não sei se acho muito, se acho pouco, se acho k tá bom (bom nunca está, e pouco nunca é...mas ok, adiante).
Estou constipada (acho que já disse ali atrás, mas aborrece-me reler).
Conduzi o carro do meu pai hoje. Ele acha que estou bem (a nível de conduçao).
Faltam 2 aulas de condução em Faro e 3 em Portimão (onde vou fazer o exame) para terminar. O exame ainda não está marcado, mas será para finais de Janeiro, segundo o que me disseram.
Não estudei nada este semestre e nem tenciono fazê-lo.
Amanhã vou estar com a thinnerthanair, porque vem passar a pda ao algarve. Vai ser o auge do meu dia. Sim, porque a minha pda vai ser passada pelas ruas de Faro alone LOL Tive 3 convites e recusei (teria tido mais se tivesse atendi do o telemovel, confesso). Tinha pensado passar em casa, mas os meus pais andavam a ficar desesperados por eu nao me ir divertir (e pq tenho passado os dias enfiada em casa) e então decidi que vou passar "com uns amigos que eles não conhecessem".
Segunda-feira tenho psicóloga. Vou pedir para na semana a seguir ir novamente. Primeiro porque faço questão de acompanhar a Dory ao HSM, já estava mais do que decidido. Mas agora acho mesmo que até bom para mim... não me sinto nada, mas mesmo nada bem.
Pronto, acho que é tudo.
Ah, o que desejo para 2012? Ser normal. E minimamente feliz.
*Boas entradas*

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

sábado, 24 de dezembro de 2011

Conversas com a mãe.

Uma vez que tinhamos de ir ao forum e a senhora-minha-mãe odeia transportes públicos, fomos a pé. Durante os 20m que levamos, surgiu "o" tema. Não necessariamente de forma directa, mas basicamente ela disse "Já se passaram 3 anos, já está na altura de esqueceres".
WTF???????????????????
Eu, muito calmamente (como sempre) respondi "Não existe propriamente um livro de instrucções que diga o tempo que "isto" leva a passar... eu preciso de tempo. Tu sabes que eu um dia irei acolhê-la. Mas ainda não me sinto preparada. Não a trato mal, mas não me sinto preparada para ser eu ao pé dela. Sei que ela não tem culpa nenhuma, mas eu também não tenho. Estou a dar o meu melhor. Dá-me tempo".

Doeu.
Mãe, por favor... por mais que compreenda o teu lado, não me pressiones. Eu tenho todo o direito de ter raiva, ódio, ou seja lá o que for que sinto. Acredito que também sofras, mas EU NÃO TENHO CULPA! Tu ainda te esqueces que "isto" aconteceu... Eu não consigo. Tenho de ver "isto" TODOS os dias. Tudo me faz lembrar. O meu quarto faz-me lembrar. A divisão ao lado faz-me lembrar. A sala faz-me lembrar. A casa-de-banho faz-me lembrar (agora k penso... a cozinha não me faz lembrar LOL). Pensar no meu futuro, faz-me lembrar. Estar sozinha em casa faz-me lembrar. Conversar com amigos faz-me lembrar. TUDO CACETE, TUDO ME FAZ LEMBRAR! Não interessa se se passou 1 dia um 10 anos. Isto fará para sempre parte de mim. Infelizmente.
Por isso, só peço que tenhas paciência. O não a aceitar é a única forma que tenho de vos dizer "ainda não me esqueci! Nunca me irei esquecer e RECUSO-ME que vocês todos se esqueçam!"  E não. Não acredito que esteja a ser egoísta. Muito pelo contrário. Sei perfeitamente que qualquer outra pessoa teria agido de forma mais "violenta" (embora não fosse injusta).
Tempo. É tudo o que preciso. Tempo. E respeito.
*Feliz Natal*

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

I'm getting REALLY scared...

do que me vai na cabeça.

45kgs

Odeio-me tanto.

homens

Segundo o belo do face, o V. "is in a relationship" xD incrível!
Bem, dois anos a tentar kk coisa, é obvio k ia desistir lol whatever. Eu nem tava interessada... nem nele nem em ninguem. Odeio homens lol

Isto é tipo lei de murphy, só pode ^^'  Eu simplesmente adoro viver.

-------------

APARECEU-ME O PERÍODO!!! Tipo... LOL??? WTF???????? FODA-SE HOJE NAO!!!!!!!!! JA CHEGA CARALHO!

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Consulta


Apesar de me sentir uma merda, devo admitir que a consulta de hoje teve a sua importância.
Juntei algumas peças (durante a viagem de regresso) e penso ter descoberto a causa desta bela relação que estabeleço com a nossa amiga comida. No entanto, só poderei esclarecer dia 2 de Janeiro (próxima consulta). Eu espero bem que ela me diga que isto nao faz sentido nenhum. Ela TEM de dizer que não faz sentido e que o excesso de comida me tá a fazer ter alucinações.
MAS TEM MESMO.
Não quero que "isto" seja a causa. Não pode ser. Não pode. Se for (que não é, porque não pode), como é que resolvo esta merda? Mato-me? LOL naaa... nem para isso tenho jeito.

É que isto assim já é mau o suficiente... agora ter de saber que "isto" (não necessáriamente "isto", mas o que foi acontecendo, porque "isto" foi apenas mais uma vez do "aquilo", a diferença é que foi mais assustador e visível), para além da merda que já me faz sentir, é a causa desta minha neura com a comida/corpo que, consequentemente, me faz sentir completamente disfuncional (ou louca, se preferirem), deixa-me com vontade de gritar e bater em toda a gente.

Não é justo. Não é mesmo justo. Serei assim tão má pessoa? Bem, estúpida sou de certeza, porque só uma pessoa estúpida é que não se apercebe "daquilo". Sinceramente, Inês. Que merda andas tu aqui a fazer? Que sentido é que isto faz? Que bela vida... foda-se... que bela vida. Mesmo.

Espero que estejam menos descompensadas que eu.
*pypoka*

p.s. pelamordedeus alguem me sabe dizer como fazer aumentar o estomago? Preciso de comer mais e não consigo..... (caso não seja compreensível, aviso desde já que isto é uma pergunta retórica...)



quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Não sei

como me sinto hoje. Ou como me deveria sentir...

9h30 despertador toca. "Mais um bocadinho" (algo raro em mim).
10h levanto-me e vou para a cozinha. Preparo e como um ENORME prato de nestum (!) e umas 3 ou 4 fatias de pão com manteiga. Visto-me. Vou pó McDonald's e peço um café (com açúcar!!).
10h50 Telefone toca. É a psicóloga a perguntar se podemos ter consulta mais cedo na segunda-feira, implicando ter de ir para lisboa no dia anterior. "É-me indiferente... como preferir". "Muito obrigada, Inês! Agradeço imenso!" (ya... whatever...)
11h duas aulas de condução. "Que se passa contigo hoje, Inês? Não pareces tu a conduzir!" - (é a gordura que me está a subir ao cérebro, filho!)
12h45  1 tablete de  chocolate; leite e meio pacote de bolachas (não consegui terminá-lo, de tao enjoada k tava)
13h caldeirada de peixe
14h15 um café (com açúcar!!) e uma fatia de bolo de noz (ao qual tirei foto e enviei à Dory, à Diana e à Thinner.than.air LOL)
15h duas aulas de condução "ah, já pareces tu! Aposto que almoçaste bem!" LOL
17h minipreço. Comprei 2 pacotes gomas; rebuçados e pastilhas. "A menina anda deprimida? Todos os dias vem cá comprar chocolates e gomas... não sei como é que é tão magrinha!" (NUNCA MAIS LÁ PONHO OS PÉS!!! K VERGONHA!!!!!!) "Não é tudo para mim! Acha?? Deus me livre!" -_-'
19h. 1 rebuçado, 1 pacote de gomas e 1 pastilha.


Estou enjoada de comida. Levei meia hora no minipreço a escolher o k comprar. Nada me agrada. Já enjoei tudo. Recuso pesar-me. Quero lá saber. Só sei de uma coisa: quando chegar aos 50kgs cometo uma loucura lol mas isso já é habitual em mim... anyway.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Passei!

No exame de código (errei 1 questão em 30). Mesmo sem ter aberto o livro. Nada mau!
Comemorei com uma tarde de puzzle (1000 peças) com a M. Andámos de roda de batatas fritas, gomas e bolachas. Soube bem comer porcarias com ela. Fez lembrar os bons velhos tempos (somos grandes amigas desde os 6 anos).
Sinto-me bem.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Hoje

levantei-me e fui pesar. 45.100 (menos 900g k ontem à noite). "Ok, isto tem de terminar. Não vou passar fome, mas chega de doces". Almocei um BOM prato de comida e uma maçã. 5minutos depois 2 twix. Meia hora depois 1 pacote de bolachas. Acho k sim. Continua assim k vais longe.

sábado, 10 de dezembro de 2011

TENHO FOME!

E têm a lata de me dizer "Não podes ter fome!" GAAAAAAAH!!!!!!!!!!!! Quero ir para casaaaaaa! Quero as minhas porcariaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas :( 

fome fome fome fome fome fome fomeeeeeeeeeee!

Vim para o campo...

... e não trouxe porcarias.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Trying!

Estou a tentar voltar a ser como era. Está a ser caótico e DIFICIL PA CACETE, mas eu tenho de tentar. Não posso ficar mais tempo assim. Não aguento muito mais.

Menú do dia:
Pequeno almoço: 1 fatia pão torrado com manteiga
Almoço: ervilhas com ovos (sem ovo lol) e 1 maçã
Lanche: 1 maçã
Jantar: 3 conchas de sopa; 1 maçã; 2 quadrados de chocolate com avelãs (oferta do pai)

Até aqui tudo bem... mas depois vim para o quarto e ja estive nas gomas e chocolate... saboreei tudinho, comi calmamente e soube lindamente bem! Estou a tentar não me passar, não posso entrar em paranóia. Sei k vou engordar, mas não posso entrar em pânico. Vou engordar, vou odiar e vou tentar emagrecer. Não vou conseguir e vou deprimir. ODEIO ESTA FASE!!!! Mas vou ter de passar por ela. Não sei se já estou pronta, mas tenho de tentar. Não aguento mais estar assim. Preciso de sair disto. Preciso da minha vida de volta.

Quero ser normal. Mas quero sê-lo sendo magra. O que não faz sentido nenhum...
Bahhh...Mal posso esperar por sair desta fase...
*quero miminhos!* LOL

p.s. 44.700 de manhã (yap................)

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Comprei!

(porcarias).

Já faz duas horas. Não me apetece comê-las, mas tinha de as ter perto de mim. Pode ser k nao as coma. Apenas preciso de as ter aqui. Sei lá eu porquê.

(agora k vejo bem... parecia ser muito mais!)

Ah, ontem foi a reunião familiar. Foi a 1ª vez que posso dizer que correu bem. Não houve gritos, choros ou discussões.
Vou passar a fazer psicoterapia quinzenalmente.
Pais vão tentar confrontar mais quando acharem que não estou bem (ou seja, falando).
Eu vou tentar pedir ajuda de forma mais directa (ou seja, com palavras).
Continuo com a fluoxetina (nem sei para quê....)
Glóbulos vermelhos a mais. Colesterol elevadíssimo.
Consulta de endocrinologia marcada para a dra. Z. novamente (em janeiro).
Psiquiatra em Janeiro.


O pior da reunião:
- Mãe diz "A Inês é uma pessoa muito fraca. Vai-se abaixo com qualquer coisa que lhe digam ou façam" (entendo o que quis dizer, podia é ter utilizado outra palavra lol)
Ao que a psicóloga respondeu de forma a me defender: "Não me parece que seja uma questão de fraqueza. A Inês tem uma forma diferente de lidar com os seus problemas. Todos nós temos as nossas estratégias e esta é a da Inês." (foi kk coisa deste tipo).
Foi aki k eu, com um grande sorriso e voz ligeiramente mais elevada, disse à minha mãe: "tu tb utilizas a comida como forma de escape"- não me lembro das minhas próprias palavras, mas foi algo deste tipo).
Psicóloga não tira olhos e ouvidos da resposta da mãe.
Psiquiatra não tira os olhos de mim, com ar de espanto (ela entendeu perfeitamente onde eu quis chegar).
Durante esta pequena "discussão", pai permanece em silêncio.

------

- Mãe diz "a Inês gosta muito de miminhos" (eu sei k sou infantil para a minha idade... escusavas é de me envergonhar lol)
Psicóloga e psiquiatra: *risos*
Eu (envergonhada): "E quem é que não gosta?" (tentativa de menosprezar a minha infantilidade)
Mãe: "Toda a gente gosta, mas eu acho que com a tua idade não precisava de tantos mimos"
Psiquiatra: "A Inês precisa de saber que não precisa de ficar doente para ter esses mimos"


Além disto, a psiquiatra esclareceu dois pontos importantes, tais como:
- Esta "bela" relação com a comida vai estar sempre presente na minha vida. Uma vezes conseguirei dar a volta mais rapidamente que outras (tão verdade...)
- Desconfiar do que digo/faço não é sinónimo de não confiar em MIM, mas sim de não confiar no meu lado doente (exacto!!!)
- Aumentar de peso drásticamente é tão mau sinal como perder peso (AMEI!)

E pronto. Neste momento estou a fingir que estudo. Amanhã tenho ficha de estatística (acho que nem sabem, mas enfim). Provavelmente apareço lá, só para ver a estrutura.
É tudo por hoje.
***

Comprar ou não comprar?

Eis a questão.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Quase!

Faltam 5h para me levantar; 5h30 para abalar; 10h para ter psicoterapia e 10h30m para a reunião familiar.
Não faço ideia se tou nervosa ou nao. Só sei que tou enjoada de comer porcarias e me passo se não se assustarem com o aumento de peso LOL Não consegui acabar tudo o que comprei... falta-me um pacote de gomas e não consigo mais............ Eu só kero k esta porra acabe pa!

Pelo menos a tarde vai ser agradavel hehehe

VOU DORMIR!
té manha!
**

domingo, 4 de dezembro de 2011

AF

Continuo a comer. Não tenho fome. Nem vontade de comer. Como porque sim. Porque não consigo emagrecer (o que faz todo o sentido). Ainda tenho a mal com 2 chocolates e amendoins. Vou dar o meu melhor para comer tudo ainda antes de ir pa cama (LOL).

Talvez como nao consigo ter menos de 39.100 na 2ª, eu esteja a tentar aumentar o maximo possivel para que elas se assustem... porque até certo ponto, em 15 dias nao me parece saudavel aumentar 5kgs, por exemplo... sei la. Não percebo nada do que vai nesta cabeça. Só sei k um dia destes me vou arrepender tanto, mas tanto deste fim-de-semana... whatever.

p.s. não estou triste, nem zangada, nem nada.... tou... nem sei! Indiferente?

sábado, 3 de dezembro de 2011

Rapidamente...

Estou viva.
Estou mais gorda (41.300 de manha, agora tenho muuuito mais).
Não páro de comer (não porque me obriguem, porque eu como às escondidades lol)
Ansiosa por segunda (reunião familiar) e com medo ao mesmo tempo (vão ver que engordei, logo "estou bem... no bom caminho")
Não consigo estudar, porque a comida ocupa toda a minha capacidade de concentração.
Começo a evitar convites (mas ainda saio todos os dias).
Mas ao mesmo tempo sinto-me melhor. Porque contei. Mas continuo igual. Se nao pior. Mas estou mais descansada. Bahh
*fui*

domingo, 27 de novembro de 2011

Contei!

Para quem não sabe, contei aos meus pais que estou a ter uma recaída.

Ia ficar mais um fim-de-semana sozinha em casa. Na 6ª feira fui para o café fazer tempo para que saissem de casa. Assim que cheguei fui enfardar. Comi como se não houvesse amanha. Comecei a pensar que ia passar o fim-de-semana nakilo e entrei em pânico. Telefonei aos meus pais (ainda a comer lol) e pedi para voltarem para trás e me levarem com eles. Nem hesitaram.
Até chegarem continuei a comer. Cada vez mais depressa. O objectivo era ficar tao indisposta que vomitasse no carro. Aí seria mais fácil de contar e pedir ajuda. Mas não vomitei. Fiquei super mal disposta, mas não vomitei. Comecei a entrar em panico. Mandei mensagem à psicologa. Ela respondeu. "Inês, acho muito sensato pedires ajuda se não te estás a sentir bem. Nós estamos cá para te acompanhar neste percurso. Não posso falar contigo porque estou sem voz, mas estou aqui. Um beijinho". Comecei a chorar.

Chegámos ao campo. Quase que vomito. Não me obrigam a jantar. Vou para a cama.
Sábado acordo e tomo o pequeno-almoço. Conto à mãe que ontem comi demais. "Não deves ter comido assim tanto. Tu é que achas que foi muito". Irrito-me. Ataco os amendoins. Deprimo. Mãe pergunta o que se passa. E eu desbobino. Choro. Ela chora. Abraço. O pai chega. Mãe conta. Abraço a três.

Foram super compreensivos. Não dramatizaram nem menosprezaram a gravidade da situação. Vão fazer de tudo para me tirarem isto da cabeça. Vão-me ajudar com as compulsões, evitando ter "tentações" à minha volta. Mesmo sabendo o meu peso.

Não me estão a obrigar a comer. Mas estão de olho. Hoje ao almoço fui para a segunda maçã e a mãe pediu metade. Forma subtil de dizer "calma, eu estou aqui". Não serviu de muito, porque depois fui para a cozinha devorar castanhas às escondidas. Mas sinto-me mais apoiada.

Estou insaciável. Cheia de fome e de vontade de comer. Mas não quero. Quero emagrecer. Ou pelo menos não engordar. Mas quero comer. Tenho fome! Tenho fome de comida e fome de voltar ao que era. Livre! Mal posso esperar que isto termine. Eu vou conseguir sair disto. Tenho uma grande família e bons médicos. E bons amigos. Poucos, mas bons. Só me falta ter calma. E aceitar-me como sou. Eu vou conseguir. Eu sei que vou.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

COMPULSÃO!!!!!!!!!!!

MERDA MERDA MERDA MERDA MERDA!!!!!!!!!!!

Tive uma compulsãoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo!!!!!!!! Nao foi por fome nem por vontade de comer.... acho k foi mais tipo castigo, sei la. A minha mãe tá zangada comigo, nao sei bem porque. O meu pai passou o jantar a chatear-me por causa das consultas (para quem nao sabe e resumindo mt rapidamente pq tou sem pachorra para mais, está marcada reuniao familiar para dia 5 de Dezembro e psicoterapia só para mim dia 2 de Dezembro. Ora isto implica que terei de ficar em lx o fim-de-semana, o que implica gastar dinheiro. Tive de mandar mensagem à minha psicóloga a pedir para mudar. E não quero! Preciso de me preparar para ter a reuniao familiar!!!!!!) e porque não ando a comer como dantes (oi?????? COMO DANTES??? COMO ASSIM???????). Após este stress todo, assim k bazaram de casa fui logo pa cozinha enfardar tudo o k vi. A sorte é k me tentei  "controlar" para que não notassem (vergonha ganhou), pois nao há mt coisa para enfardar (foram as compras agora) sem k se note.

Mesmo assim, comi:
-3 fatias de pizza (k fiz eu para ELES, logo, tava cheia de queijo e cenas maradas). Fatias finíssimas, mas foram 3!!
- bacalhau com molho bechamel e batatas e cebola e sei-lá-mais-o-que (nao sei quantidades... só sei que comi na travessa que estava no frigorifico - imagem o molho todo coalhado... e mesmo assim soube bem)
- umas 5 fatias de queijo, prái
- uns 2 ou 3 golos de leite
- 2 bolachas

FODA-SE SÓ TENHO VONTADE DE FAZER MERDA!!!! (sim, mais ainda... mas outro tipo de merda...)

LOL chegaram agora a casa com as compras. Fui ajudar. Não vi "porcarias". "NÃO TROUXERAM BOLACHAS?????????" Ao que me responderam que pensavam ainda haver. Juro-vos que as tinha comido todas à frente deles. NÃO QUEREM QUE COMA?! NÃO QUEREM QUE ENGORDE?? NÃO SÃO VOCES QUE ACHAM QUE NAO COMO??? ENTAO VEJAM!!!!!!!!!

Que raiva! De mim mesma, mas enfim. Estou completamente em panico. Não posso voltar aos 40kgs. Não posso não posso, não posso!!!!!! (Estava com 39.300 ontem e 39.100 no dia da consulta-2ª feira). Eu não sei o que faço se voltar a ver o nº4 na balança... não posso!!!!! NÃO POSSO!!!!!

*em pânico total!!!!!*

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Dia da gula

Em 1º lugar, agradeço a vossa preocupação, mas tenho comido. E mais do que muitas de vocês, acreditem. Não como é o suficiente para manter o peso, mas como (cerca de 900kcal por dia, mais coisa, menos coisa). Sooooooo, escusam de entrar em "pânico" LOL

Eh pa, hoje acordei assim um bocado cansada... entao olhem, resolvi comer porcarias ao almoço lol vá, comi a sopa (de grao e massa........), maçã e iogurte, coisas minimamente saudaveis. Mas depois agarrei-me ao pacote das bolachas e pimbas! LOL mas foi porque quis. Além disso foi à frente da mãe, o que até é bom. Já que as comi, pelo menos que alguém veja, para ficarem mais descansados :) Não que me andem a chatear, que até não andam (eu tenho comido, como já disse), mas vá, ficam menos desconfiados.

Mais coisas... ah, aborrece-me estudar, não ando com paxorra nenhuma lol
Não estou triste. Até pelo contrário.
Está "calor" e eu estou congelada.
41.100kgs (antes das bolachas, claro)
Preocupada com algumas de vocês (mesmo...)
Ansiosa por sábado.
Com medo de 2ª feira.
Enviei 1 curriculo (era suposto andar a enviar resmas deles... mas já é kk coisa)

Acho que é tudo... Beijinhoooooooooos a todaaaaaaaas!!!


domingo, 13 de novembro de 2011

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Mais um fim-de-semana

Bem, tenho andado um bocadinho ausente aqui do blog. Mas sinceramente, não tenho novidades lol
Continuo a comer pouco (mas pelo menos como) e a não ter compulsões (no verdadeiro sentido da palavra).
O meu avô hoje fez anos, então resolvi levar os meus avós a lanchar fora à Gardy. Comeram croissant com queijo (adoro aqueles croissants.........) e beberam chá de camomila. Acho que não gostaram muito, mas olha, a intenção foi a melhor. Claro está que eu não lanchei. Bebi um café.

Tal como todos os fins-de-semana, estou sozinha. Só almoçei (2 conchas de sopa e 2 iogurtes) e não tenciono comer mais nada hoje. Já pensei em não comer até domingo à noite. Mas não quero. Tenho de estudar... e tenho medo de compulsões lol Mas por outro lado... o que é que vou comer? Além disso, tenho a oportunidade de não comer e vou desperdiçar??

Acreditem ou não, mas até tenho um bocadinho de saudades de ter uma compulsão (das que merecem o nome)... não me interpretem mal, porque odeio compulsões! Como é que hei-de explicar... apesar de odiar as compulsões, porque fico extremamente mal disposta e, claro, aumento de peso, pelo menos sinto algum prazer durante uns minutos (se é k podemos considerar akeles momentos de prazer, porque só penso no quanto me vou arrepender quando aquilo terminar, mas enfim...). Ultimamente não tenho sentido nada! Tipo... nem raiva, nem tristeza, nem alegria... nada! E isso é... estranho? Pelo menos antes sentia raiva de mim quando comia... e alegria quando me controlava/perdia peso. Agora não sinto nada quando perco peso. Tipo, se engordar passo-me, mas se emagrecer é "normal"... "tem de ser". Não é propriamente um motivo de alegria... até porque acho que não tenho uma meta específica. Apenas emagrecer. Vá, quero ter menos de 40... uns 38 ou 35, sei la... ou menos... não sei! Só sei que quero/tenho de emagrecer.

(ok... nada do que disse atrás tem um pingo de lógica.............. odeio compulsões, mas "tenho saudades"; não quero comer, mas quero; quero emagrecer, mas não sei quanto nem fico contente quando perco...LOL hilariante!)

Faltam cerca de 9 dias para a consulta. Actualmente acho que vou simplesmente dizer-lhes "bye bye" lol Sinceramente... o que vou lá fazer eu? Brincar aos médicos (como elas próprias disseram)? Elas que se lixem (sim, tou magoada e sem motivos - acho eu).
Ah, estou a começar a pensar em "lixar-me" para tudo e todos e entregar-me a isto... nunca me hei-de livrar disto, portanto mais vale admitir de uma vez e dedicar-me realmente à única coisa que sei fazer (e que mesmo assim falho com frequência). Mas por enquanto não o vou fazer. Ainda me resta um pingo de esperança. Talvez seja a consulta... ainda tenho esperança que não me "mandem embora". Quero tanto a ajuda delas. Preciso tanto delas.

Whatever. Vou ficar por aqui que já me estou a esticar. Venero que tiver lido até aqui LOL
Beijinhos a todos!

p.s. EU NÃO SOU PRO ANNA!!!!!!
p.s.s. 41.800




sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Sinto-me bem

Hoje sinto-me bem.
Estou sozinha até domingo à tarde. Vamos lá ver como isto corre.
43.100 (está melhor, mas mesmo assim não percebo).
Por hoje é tudo. Força a todas! Não desistam de vocês!
**

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Hate

20h. Saí do código e vim para casa, onde me esperam para jantar.
A mãe não janta (para variar).
Escolho a sopa. Coloco 1 concha e meia. O pai pega na tigela e despeja num prato fundo "só para ver uma coisa". Acha pouco. Volta a encher a tigela. Irrito-me. Penso "vou comer menos do que teria comido se não te tivesses metido".
Como metade e páro. Ele passa-se. "Pensas que sou parvo? Faço-me de parvo, mas não sou. Tou a ficar farto desta merda". E dá um pontapé no móvel. "Deves ter lanchado e tudo, para não teres fome..." (foda-se, odeio quando como e não acreditam...)
Controlo-me para não chorar. Como o resto da sopa, embora com vontade de a vomitar. Ele nem repara. Lavo a loiça e venho para o quarto. Ouço-o sair de casa e ir às compras sozinho (era suposto eu ir, mas preferiu ir sozinho). Não sei o que se passou hoje para ele estar assim. E veio descarregar em mim.

Neste momento estou-me a odiar por inteiro. Odeio-me por ter comido. Odeio-me por ser má. Odeio-me por faze-los sofrer. Odeio-me por existir.

Foda-se, odeio-me tanto. Mas que raio estou eu a fazer aqui?? Matem-me já! Imploro!
*bah*

Terá sido compulsão??

Tenho sentido alguma fome, embora ande a comer (não o suficiente para uma pessoa normal, mas como). Hoje acordei cheia de fome e resolvi tomar pequeno-almoço por volta das 9h (1 taça de cereais), com medo de compulsões. Almocei (13h15) um bocado de carne, dois tomates relativamente pequenos e 1 iogurte magro. Fui tomar café. Por volta das 14h30 deu-me vontade de comer. Pensei "ah, ando-me a portar bem, uma compulsão agora não vai fazer mal" (a minha cabeça é tão engraçada lol). Enchi uma taça de cereais com leite e comi-a. Quando terminei (levei algum tempo, o que não é normal numa compulsão) estava completamente cheia, mas pensei "que raio de compulsão é esta??" Então enchi outra taça. Comi uma colher. E mais outra. E não consegui mais... fiquei tão indisposta que parecia que tinha passado o dia a enfardar!! Será que a fluoxetina está a fazer efeito? Ou será que estou a ficar sem vontade para nada, nem mesmo comer?
Bem, seja qual for o motivo, não me chateio nada LOL
Pesei-me depois do almoço. 44.100. Não entendo. No outro dia tinha 43. Não tenho comido nada de especial e engordei. Tá bem que tinha acabado de almoçar e ando com prisão de ventre, mas mesmo assim... não percebo nada... e isto revolta-me.
Enfim, hoje devo jantar sopa (2 conchas) e quanto muito mais uma laranja ou iogurte. Tudo junto é demasiado, mas para um dia de "compulsão" está perfeito.
Relativamente às consultas, continuo com a mesma opinião (ficar uns tempos sem lá ir).
Beijinhos a todos!
***

terça-feira, 1 de novembro de 2011

I told another lie today...

Hoje quando cheguei a casa a minha mãe estava deitava, com "cara de caso". Perguntei-lhe o que se passava e ela retribuiu com uma pergunta: "Que comprimidos são aqueles que andas a tomar?"
Engoli em seco.
"Comprimidos? Que comprimidos?" Tinha escondido a caixa da fluoxetina numa gaveta no meu quarto que ninguém mexe (uma das 4 embaixo da cama), nem mesmo eu. Por azar, desde ontem que o meu quarto foi infestado por um mau cheiro horrível. O meu pai, na sua boa fé, pensou em várias hipóteses, sendo uma delas a possibilidade de haver um bicho morto debaixo da cama. Escusado será dizer que viram a caixa...
Na altura, quando me confrontaram com isto, pensei mesmo que tinha tudo terminado. Por estúpido que pareça até me senti um pouco aliviada lol
No entanto, não me desmanchei e disse que me tinham receitado aquilo porque andava a comer demasiado. Claro está que eles não concordaram, porque nunca me viram a comer que nem uma lontra. Expliquei que era verdade, porque engordei quase 10kgs em pouco tempo. Mal disse isto, arrependi-me, porque ninguém sabe que cheguei a pesar 40kgs lol Mas não houve problema, porque a minha mãe disse "quanto muito engordaste 2kgs! " (yeah, right...)
Perguntaram-me se ando a vomitar. "Eu não vomito!" Acreditaram. Em parte é verdade... só o fiz este verão e já parei.
Comecei a ver que afinal conseguia dar-lhes a volta (mais uma vez) e ainda pus as coisas a meu favor: "Estou mais magra e ando a comer menos porque um dos grandes efeitos secundários é a perda de apetite, como podem ver aí..." agora já tenho mais uma desculpa lol

Enfim. Em parte estou contente, mas por outro lado... quando é que isto vai terminar? Porque é que não consigo parar de mentir e ser sincera? Cresce, Inês! Cresce!

Bom feriado!
**

p.s. não tenho compulsões há mais de uma semana. Muito pelo contrário...

sábado, 29 de outubro de 2011

As consultas

I'M FUCKED UP!

Acham que não me quero tratar porque não contei aos meus pais da recaída (lol) e porque emagreci novamente (podia jurar que tinha engordado, mas perdi 1.700kgs desde a última consulta).

Assim, tenho até dia 21 para decidir se conto aos meus pais ou se passo a ir a lx todas as semanas. Se não quiser nenhuma das duas hipóteses, terei de parar com as consultas até me sentir capaz de aceitar o tratamento. Segundo elas, não é um castigo nem um abandono (repetiram vezes sem conta), mas acham que estou a caminhar para uma anorexia crónica e não podem ficar sentadas a olhar.

Ainda não posso dizer que já tenha decidido, mas não tenho grandes alternativas.
- Contar aos meus pais não tenho coragem. Eles já andam a chorar pelos cantos, não os posso desiludir mais uma vez. Eles não vão aguentar. Sei que voces vão achar estúpido, mas não consigo. Gostava, mas não consigo.
- Ir semanalmente a Lx é-me impossível! Actualmente não trabalho, logo não há hipóteses de gastar 50euros por semana sem pedir aos meus pais (além de que odeio pedinchar). E mesmo que trabalhasse, com um emprego não teria tempo de lá ir.
Posto isto, o que me sobra? Ficar uns tempos sem lá ir. Vai-me custar imenso. Mas não tenho outra solução.

Estou triste e em pânico. Sei que não consigo sozinha, mas não consigo fazer o que me pedem.
Tenho um plano alimentar para cumprir. Nem me vou dar ao trabalho. Para quê? Vou deixar de lá ir, portanto, para quê?
Foda-se odeio-me tanto. Porque é que não consigo ficar boa, se quero tanto? Estou cansada de passar fome. Estou cansada de comer até não poder mais. Estou cansada de tudo. Estou farta. Mas não consigo. É mais forte que eu. Bahhh... lá está a torneira a abri-se outra vez lol vou ficar por aqui.
Desculpem o post deprimente.
***

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Pesei-me.

Hoje não resisti e pesei-me. 46kgs :(

A 1ª coisa que pensei foi "tenho apenas 2 dias para perder pelo menos 1.200kgs" (6ª feira tenho consulta...). Bah.

Voltei a restringir. Não muito, mas o que importa é o acto em si (porque é tipo bola de neve). Que coisa! Não consigo comer normalmente... merda, merda, merda! Vomitar é fácil de deixar. Mas agora restringir... sabe tão bem :(

Por este post até parece que estou triste, hoje. Mas até não estou! Apenas quis escrever aquilo que sentia em relação ao peso... é mais fácil de perceber o que me vai na cabeça lol e realmente não me tinha apercebido de como a pesagem de hoje me tinha afectado :/


Por agora é tudo. Deixo-vos com uma questão que me tem feito pensar muito...  O que fariam vocês?

                                          

Beijinhos a todos! E por favor, mimem-se! **

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

:)

O dia hoje foi bom. Não aconteceu nada de especial, mas foi bom :)

Ao peq. almoço, após a 1ª taça de cereais, enchi a 2ª ("que se lixe..."). Comi a 1ª colherada (da 2ª taça) e não consegui mais... fiquei contente! Senti-me normal! :D

Tive duas aulas de condução e uma de código. Não matei ninguém (lol).
Fui à aula da unirvesidade (finalmente!).
Ajudei uma amiga que está no mestrado a traduzir um artigo em inglês (senti-me útil!!)
Falei com pessoas. Convivi. Não muito, mas socializei.
Acho que "a tal altura do mês" está a chegar... para mim não é bem "a altura" do mês, porque é raro aparecer 2 meses seguidos, mas enfim (nunca foi regular, mas está tudo bem, segundo a endocrinologista)
Não restringi (acho eu) nem enfardei.
Não vomitei. Estou com vontade, porque o jantar foi "gorduroso", mas não o vou fazer.

Em suma: estou orgulhosa de mim mesma :)

E vocês? Que tal de dia?
****

domingo, 23 de outubro de 2011

Recuso-me

Recuso-me a ter bulimia. Nunca tive, nem irei ter. Não vou mais vomitar. Não vou, não vou, não vou. Nem que coma um boi. Tenho dito.

sábado, 22 de outubro de 2011

Adivinhem!

Adivinhem só como está a ser o meu dia! Dou uma prenda a quem acertar!

Óbviooooooooooooo! Não consigo parar de enfardar! Sou completamente ridícula. A minha vida é completamente ridícula. Aliás, não própriamente a minha vida, mas sim o que faço dela.
O que vou fazer agora? Provavelmente comer mais, talvez vomitar (hoje tou sem forças para isso...), deprimir um pouco, odiar-me, comer mais um pouco... Parece-me um bom plano :)
E vocês? Planeiam um dia assim tão bom como o meu?
*bah*

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Dia bom

Resumo do dia:

- 1ª cápsula de fluoxetina (tomei antes de vir cá ver as vossas opiniões... agora só rezo para que o meu organismo funcione de maneira completamente oposta à vossa *medo* );
- 3 aulas de condução (na última ia batendo noutro carro, se não fosse o instructor LOL);
- 2 aulas de código;
- Dei banho aos cães (tenho 2 yorkshire terrier);
- Não cheguei às 500kcal, de certeza;
- Estou sozinha em casa até domingo à noite (sem contar com os cães...).

E pronto... Foi um dia bom, porque me sinto bem :D

Beijinhos a todos!!!
**

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Fluoxetina!!!

Eh pá!

Como disse num post anterior, a minha psiquiatra receitou-me medicação (anti-depressivo). Tinha metido na cabeça que não ia voltar à medicação, pelo que não ando a tomar. No entanto, hoje resolvi ver qual foi o medicamento. Fluoxetina. "Hum... este nome não me é estranho..." Resolvi pesquisar na net:

"Fluoxetina é um medicamento antidepressivo da classe dos inibidores seletivos da recaptação da serotonina. Suas principais indicações são para uso em depressão moderada a grave, transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e bulimia nervosa. "

"A perda de peso é um dos efeitos colaterais. Isso porque a pílula provoca um aumento na sensação de saciedade e diminui a compulsão alimentar, principalmente por guloseimas ricas em açúcar. Dessa forma, a pessoa passa a comer menos e, conseqüentemente, consegue afinar."

Eh pá! Assim que li "diminui a compulsão alimentar" fiquei encantada!!!!!!!!!!!!!! Claro está que também li que após o desmame, a pessoa tem tendência a engordar o peso perdido... mas isso agora nao interessa lol
Agora estou na dúvida... tomar ou não tomar, eis a questão!


EDIT
Já estou com o pé atrás... efeitos secundários:
Frequentemente: sonolência (mais ainda?), dores de cabeça, nervosismo, perturbações do sono (agora é k deixo de dormir lol), tremores, medo, vertigens, sudação excessiva, náuseas, secura da boca, diarreia, alteração do apetite
Ocasionalmente: sonhos anormais, capacidade de concentração diminuida, queda de cabelo..... por aí fora LOL

além disso, é altamente viciante... k bom ^^'

Relax, take it easy!

Finalmente voltei a acalmar. "Apenas" 2 dias de compulsão e aumentei logo 1,300kgs :(
Mas sem stress. O que importa é que já passou :)

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Selinho


Ganhei este selo da Dory

Regras:  
1. publicar o selo e o blog que o enviou;
2. publicar o questionário e responder;
3. indicar outros 10 blogs e indicar os seus donos.

O que eu gosto mais em mim:
Ora bem... am... talvez
O que eu menos gosto em mim:  
o meu cérebro, sem dúvida! Ele é o culpado das minhas neuras -_-'

Se ganhasse o Euromilhões eu... 
Investia num sistema de saúde mental decente aqui onde moro... talvez até num centro especializado em distúrbios alimentares...; garantia a velhice desafogada dos meus pais: orientava a vida dos meus afilhados;  dava a volta ao mundo; comprava uma casa (não muito grande, porque não gosto, mas com tudo o que é bom e do melhor); etc etc etc 
Dez coisas sem as quais não viveria:
Dez??? Família, amizade, gargalhadas, psicologia, comida (lol), tabaco, pastilhas, café, praia, música

Qual o significado do blog para mim:
É o único sítio onde posso mostrar o meu lado negro
O que é beleza para mim: 
Esta é complicada...
beleza física: não sei ao certo. Sinceramente acho mais atraente uma mulher com curvas, até mesmo com algumas "gordurinhas" do que uma esquelética. No entanto, o corpo cadavérico é algo pelo qual sou excessivamente obcecada... vá-se lá saber porquê!
Frase que marcou a minha vida:Não me ocorre nenhuma que tenha tal importância. Algo mais parecido (pelo menos tem-me feito pensar) foi uma que a minha psicóloga me disse na última consulta. Qualquer coisa como: "Para te relembrar um pouco da teoria (sou estudante de psicologia), sabe-se que uma boa interpretação é feita quando remete para lembranças passadas".

Dez blogs a quem passo o selo:

terça-feira, 18 de outubro de 2011

gaaaaaaaaaah!

Acabei de jantar!!! Enfardei até não poder mais.
Estou tão mal disposta! Só penso "vomitar, vomitar, vomitar"! Mas não posso! Se for, vou ser apanhada! E a garganta hoje não aguenta mais... Não posso, não posso, não posso! Ai, mas estou tão mal disposta :(

Sou tão ridícula...

LOL

É a única coisa que posso dizer do dia de hoje (que ainda ñ chegou ao fim). Como já era de esperar, não consigo parar de comer. Como, vomito, como, vomito, como, vomito... e como mais um pouco.
Mal posso esperar que este dia termine!
Amanhã será um novo dia. Um BOM dia.

Beijinhos a todos e cuidem de vocês... mimem-se!

domingo, 16 de outubro de 2011

Não entendo!

Não entendo como é que após 4 dias a restringir, não tenha perdido uma única grama!! A única explicação que encontro é que a balança do hospital esteja muito diferente da minha. Não é possível que não tenha perdido nada.
Mas não vou desistir.
Pelo menos não engordei (seria o cúmulo).

Beijinhos a todos!

sábado, 15 de outubro de 2011

Pós-consulta

Bem, ontem lá fui mais uma vez à capital.

Entrei no Santa Maria. Tirei a senha B e a senha C.
Fui pesada (44.900).

1ª consulta: Psiquiatra (perto das 11h00).
Entrámos no gabinete as duas ao mesmo tempo. Beijinho para cá, beijinho para lá. 
Dra. S. "Esta é a xxx, não te importas que assista à consulta, pois não?"
O meu pensamento (Foda-se... odeio quando isto acontece")
O que realmente disse "Não, não!" lol
Ainda não me tinha sentado e disse algo como "Oh I.! Mas o que é isto? Vamos ter de nos chatear outra vez?"
Pensamento (Hein? Então porquê? Não me digas que é outra vez por a consulta ser depois da hora marcada!! Eu não tenho culpa que o sistema das senhas leve quase uma hora até chegar à minha vez...).
O que disse: " Porquê?"
Dra. S. "O teu peso! Perdeste peso novamente"
Pensamento (Ah! Isso! Credo, não é preciso tanto drama...)
O que disse "Sim..."
Dra. S. "Tens comido? E vomitado? Então? Não falas outra vez?"
Pensamento (Eh pá, tenho comido que nem uma lontra e sim, volta e meia vomito... mas isto é demasiado constrangedor para se dizer assim, sem mais nem menos, topas? Ainda por cima com audiência e contigo tão agressiva )
O que disse "Fiz o diário, como pediu"
---ela lê o testamento---
Dra. S. "Bem, isto está caótico, não está?"
Pensamento (Podes crer! Houve dias que comi que me fartei!)
O que disse "Um bocadinho..."
Dra. S. "I.!! Tu perdeste 3kgs num mês!
Pensamento (3 kgs?? A sério?? Ora eu tinha 47.600, agora tenho 44.900... ah, não é nada! Perdi 2.700kgs! Tinha perdido mais, se não me tivesse descontrolado tanto... portanto não vejo onde está o drama...)
Dra. S. "Bem, I. Vamos ter de tomar medidas drásticas. Fazer algo que não tenhamos feito. Isto tem de parar. Não podemos permitir que voltes ao mesmo. "  (...) "Segundo o que está aqui, ontem só almoçaste. Certo? E hoje, já comeste?
Pensamento (Algo me diz que vem aí merda...)
O que disse "Levantei-me às 5h da manhã para vir para cá, a essa hora ninguém tem fome... e depois quando cheguei a Lisboa vim a correr para cá! Não tive tempo"
Dra. S. "Blábláblá tiveste tempo no autocarro que leva quase 4 horas até cá blábláblá podes sentir-te mal e estás sozinha blablabla não podes vir à consulta sem comer blábláblá" (alguma agressividade no discurso)
Ela levanta-se e sai do gabinete.
Pensamento (O que é que lhe deu? Passou-se de vez? Peraí... ela deve ter ido buscar comida!! FODA-SE!!!!! O que é que eu faço?? Vou-me embora! Merda... a "assistente" está aqui! O que é que eu faço?? E se ela me traz um bolo hiper-mega-calórico?? Fico ou saio, fico ou saio, fico ou saio??)
Ela entra. Põe em cima da secretária um guardanapo com qualquer coisa lá dentro. Observo, curiosa, mas não me atrevo a ver o que é. Ela destapa. 4 Bolachas simples.
Dra. S. "Podes começar. Vá, que eu fui roubar essas bolachas ali à copa, coisa que não posso fazer."
Pensamento (Ai sim? E queres o quê? Que eu te agradeça???????) 
Entretanto ela telefona à minha psicóloga, para "tomarmos uma decisão".
Ela chega. Beijinho para cá, beijinho para lá.
Dra. S. Blábláblá A Inês perdeu 3 kgs neste mês (filha, aprende a fazer contas...) blábláblá já tem as bolachas há 10 minutos e ainda nem uma comeu
Psicóloga E está a partir em pedaços pequeníssimos

Resultado de muitos blás blás blás (entre elas, basicamente) depois:
Consulta marcada para psicóloga dia daqui a 15 dias (já só ia à psicologa 1 vez por mes, quando não era de 2 em 2 meses e à psiquiatra já nem sei bem... era suposto ter tido alta em Dezembro, acho eu...)
Consulta marcada para reunião familiar daqui a 18 dias (odeio, odeio, odeio!!! Mas não as consegui convencer. No entanto, estou a tentar convencer os meus pais que não é necessário irem. Acho que vou conseguir.)
Receita médica para anti-depressivo (recuso-me! Além disso, esqueci-me de ir ao balcão para colarem a vinheta. Portanto, nada a fazer hehehe)
Diário alimentar (Outra vez???????? Tás a gozar, não???? Mais 15 dias?? Juntando tudo, dá 50 dias a escrever tudo o que enfio na boca!!!!!! Isto é de loucos!!!!!!)

Consulta terminada.
Dra.S. "Ainda vais na 2ª bolacha!"
Psicóloga "Não te preocupes que ela agora vai comigo para a consulta e vai come-las lá, não é I.?"
Pensamento (isso é para responder ou é uma pergunta retórica?)
Dra. S. "Sim, porque senão já sei que essas bolachas iam directamente para o caixote do lixo"
Eu: "Não iam nada!" (fiquei realmente magoada por ela achar que eu seria capaz de o fazer... não sei é porque é que me magoou, porque esse seria o destino mais provável daquelas bolachas...)

2ª Consulta: Psicóloga
Não vou descrever a consulta. Vou apenas dizer que adorei adorei adorei. Falei. Consegui falar :D No final da consulta, como ainda me faltavam 2 bolachas (lol) ela quis falar com o V., um amigo meu que me acompanhou ao hospital, para que ficasse de olho nas ditas bolachas. Eu entrei em pânico e implorei que não o fizesse... não a ele... que vergonha seria! Então prometi que as comeria. "Vou confiar em ti!".

Saí do hospital, com elas na mão.
Decidi cumprir a promessa, afinal ela confiou em mim! Coisa rara, nestes casos... portanto não a podia desiludir. Mas... senti-me mal por estar a comer em frente ao V. sem lhe oferecer... E ele aceitou uma bolacha. Não sei se fiz bem, se fiz mal. Mas faz parte de mim partilhar seja o que for. E afinal sempre comi 3 das 4 bolachas! Não é mau de um todo...

Alimentação: Ontem e hoje não comi quase nada. Tenho fome, mas não tenho "aquela" fome, logo é controlável. Quero comer. Mas não posso. Não sei porquê. Mas não posso.

Por hoje já chega. Perdoem o testamento.
Beijinhos a todas e obrigada pela visita ao meu cantinho
p.s. mimem-se, amem-se, cuidem de vocês! **

sábado, 8 de outubro de 2011

Desisto.

Esta indecisão está a dar cabo de mim. Da minha saniedade mental (a pouca que me resta).

Era suposto hoje só ter almoçado. E teria conseguido.
Estou sozinha em casa até domingo. É facílimo não comer. Mas não. Fui passear, de estômago vazio. Li um livro ("ditadura da beleza") pela milésima vez. Pousei o livro. E fiquei a olhar para o mar.
Pensei nos meus pais.
Pensei na minha psicóloga. Na minha psiquiatra.
Pensei no que reconquistei com a minha recuperação.
E enchi-me de esperança. "Vou sair disto. Já chega! Estou farta de recaídas. Estou farta de ter fome. Estou farta de compulsões. Estou farta de me sentir sozinha. Vou sair disto."

A caminho de casa, a excitação era tão grande que quanto mais me aproximava de casa, mais ouvia a minha voz "Comida. Eu vou comer. Eu TENHO de comer. COMIDA! O QUE VOU COMER?? TUDOOOO!"
Preciso dizer o que aconteceu? Até agora. Tenho a barriga inchada. Tenho a consciência inchada. 

  
Posto isto, cheguei a uma conclusão. Não consigo sair disto. Portanto, para quê lutar? Vou-me entregar de braços abertos. Vou deixar de me importar. Não consigo mais lutar. É demasiado doloroso. Chamem-me o que quiserem. Podem dizer que vou desperdiçar tudo o que fiz/fizeram por mim ao longo destes 6 anos. Já não quero saber.

Não vou comer. Internem-me. Batam-me. Matem-me. Façam o que quiserem.
Mas não vou comer.
(eu sei. Sou a pior pessoa do mundo. Eu sei.)


I hate mylife. I hate myself. I hate my brain for making me hate everything. FUCK!






p.s. o mais provável é eu vir cá amanha chorar mais um pouco porque nao consigo parar de comer LOL mas enfim.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Muito obrigada!

Muito obrigada a todas!!! Nem imaginam o bem que soube ler os vossos comentários! Obrigada!

Bem, as novidades:
Família: Mãe praticamente não fala. Pai demasiado observador (apenas ao jantar).
Alimentação: Almoço e jantar bastante leves. Hiper lanche (compulsão das grandes).

Fora isto, não há novidades. Ah, noiva cadáver não consigo comentar no teu blog!

Beijinhos a todos e, mais uma vez, muito obrigada!

Eu sabia.

Eu sabia que esta merda de fazer um diário alimentar (pedido pela psiquiatra) ia correr mal.
A minha mãe andou a revistar o meu quarto ("à procura de uma coisa" disse ela... mas eu sei que andava desconfiada... ODEIO QUE ELA MEXA NAS MINHAS COISAS!) e encontrou a folha dos primeiros dias do diário (o resto está no pc, por motivos óbvios). Ainda pensei dizer que eram antigas, mas estava lá a data da consulta, a letra da psiquiatra e o carimbo do hospital.

Chorou. Mas lágrimas de dor. Sabem aquele choro de pânico, dor total?
O meu pai permaneceu imóvel.

Mãe, enquanto chora de forma assustadora: "O que é que se passa, Ines? Porque é que não falas comigo? O que é que se está a passar? aiiiiiiiiiiiiiii (choro e grito de dor) Vai tudo voltar ao mesmo!!! Meu Deuuuuuus!! (grito de dor)"
Eu: " Não te preocupes, mãe! Não vai nada voltar ao mesmo! A dra. S. só ficou preocupada porque emagreci muito depressa e depois engordei também muito depressa! Ela só quer confirmar que está mesmo tudo bem, porque o meu caso foi muito complicado! Mais nada!"
Pai: "E nós também estamos preocupados. Andas novamente zangada com a comida..."
Eu: "Não estou nada!"
Pai: "Ainda hoje ao jantar parecia que te tinham dado estrume para comer" (LOL)
Eu: (riso) "Não foi nada, pai...não tava é com muita fome!"
Mãe: "Aaaaaaaaaaaaaai!!!!"
Eu: "Mãe, não te preocupes! Eu prometo que não vai voltar ao mesmo!"
Mãe: "Tu não podes prometer uma coisa dessas..." (afinal ela até percebe um bocadinho desta "doença" que segundo ela não é doença...) "Mas eu vou confiar em ti"

Merda. O que faço da minha vida, agora????????? ANA! SAI DA MINHA CABEÇA! Imploro-te! Por favor... mas... não me abandones...

Ajudem-me... o que faço???? Eu PRECISO emagrecer!!! Mas... a minha consciência... e não quero passar por tudo outra vez... não quero! Mas... tenho de emagrecer...




*Em pânico total*

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

3º dia desafio

14h- 1 posta (bem grande) peixe, 4 rodelas batata, cebola (1 colher sopa + ou -)
21h- carne de porco (3 pedaçinhos) com amêijoas (30, mas pequeníssimas), batatas fritas pequeninas (2 colheres sopa); meia banana; 1 maçã.

Acho que também me portei bem... já começo é a ter "aquelas" fomes! *medo*
Mesmo assim, ao jantar foi um esforço enorme comer aquele prato. Não sei se por me terem servido sem eu ter permitido/visto ou se por considerar calórico...
Enfim. Jantei, mas continuo com fome. MUITA fome :( e :)

Espero que para voces esteja a ser mais fácil.
Beijo a todos!
E por favor, fujam enquanto é tempo!

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Desafio- Dia 2

13h00- salada: feijão frade, batatas, ovo, atum (7 colheres de sopa bem cheias)
19h45- 2 conchas sopa; 1 maçã

Acho que correu bem :)
Não sei as calorias (é-me difícil dizer, porque embora saiba quantas calorias tem uma maçã, por exemplo, depende do tamanho, se está verde/ madura... não confio num número certo - normalmente conto como 100 kcal). No entanto, espero não ter ultrapassado as 500kcal permitidas. O que acham? ***

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Desafio "21 days to fly away..."

Bem... acho k é a 1ª vez que participo num desafio destes :) Parece-me simples e fácil de cumprir... Quem quiser participar, entre aqui 






Assim sendo, o meu 1º dia foi:
11h- 1 taça de cereais com leite meio gordo
20h- 6 colheres (sopa) de esparguete cozido e carne moída; 1 fatia melão

Não sei ao certo as calorias (sou muito desconfiada), mas acho que não ultrapassei as 600 :)
Amanhã será outro dia :)
*Boa sorte!*

Alguém do Algarve??

Alguma de vocês mora no Algarve?? Adorava ter alguém "como eu" por perto...
*cuidem-se!*

domingo, 2 de outubro de 2011

I'm back :)

Yap! Ainda estou viva. Fiquei uns tempos sem net e nas últimas semanas, apesar de já a ter, não tive coragem de escrever. Mas mantive-me sempre a par das vossas novidades.

Ora bem, vamos então às minhas novidades.
- Engordei 10 kgs (50kgs). Emagreci novamente (peso actual de 46kgs - mais ou menos).
- Aprendi a vomitar (levei anos, mas consegui).
- Ouvi raspanetes (dos que doem) quer da psiquiatra quer da psicóloga;
- Tenho de fazer um diário alimentar durante 36 dias (!) pq não percebem ao certo o k se passa. Eu ODEIO fazer esta merda (não é a 1ª vez k o tenho de fazer). Odeio ter de escrever tudinho o k como (tenho de descrever tudo... tipo o tamanho da batata ou do bife, por exemplo. Ou quantas ervilhas comi.), o que nem sempre é fácil (principalmente nas compulsões) mas pior ainda é saber k alguem vai ler aquilo. E olhar para uma carrada de folhas escritas e aperceber-me da quantidade de merdas k entrou no meu corpo. Enfim.
- Querem que eu volte a ter consultas menos espaçadas, no maximo quinzenalmente (porque sou de longe e nao dá muito jeito à carteira ir lá todas as semanas, como queriam).
- Voltei à universidade (1 aula por dia.........);
- Estou a tirar a carta pela 2ª vez (aos 18 anos comecei, passei no código e tive aulas de condução. Entretanto fui internada e o prazo de validade foi à vida).

E acho k é tudo. Voltei. Não posso estar assim. Tenho de emagrecer.
*Fui*

sábado, 2 de julho de 2011

"Este verão, queres ser sereia ou baleia?"

Há uns dias, numa cidade de França, um cartaz, com uma jovem espectacular, na montra de um ginásio, dizia:
"Este verão, queres ser sereia ou baleia?"
Dizem que uma mulher jovem-madura, cujas características físicas não interessam, respondeu à pergunta publicitária nestes termos:
"Estimados Senhores:
As baleias estão sempre rodeadas de amigos (golfinhos, leões-marinhos, humanos curiosos). Têm uma vida sexual muito activa, engravidam e têm baleiazinhas ternurentas, às quais amamentam.
Divertem-se à brava com os golfinhos, enchendo a barriga de camarões.
Brincam e nadam, sulcando os mares, conhecendo lugares tão maravilhosos como a Patagónia, o mar de Barens ou os recifes de coral da Polinésia.
As baleias cantam muito bem e até gravam CD's. São impressionantes e praticamente não têm outros predadores além dos humanos. São queridas, defendidas e admiradas por quase toda a gente.
As sereias não existem. E, se existissem, fariam fila nas consultas dos psicanalistas, porque teríam um grave problema de personalidade, "mulher ou peixe?".
Não têm vida sexual, porque matam os homens que delas se aproximam, além disso, por onde? Por isso, também não têm filhos. São bonitas, é verdade,
mas solitárias e tristes. Além disso, quem quereria aproximar-se de uma rapariga que cheira a peixaria?
Para mim está claro, quero ser baleia.
P.S.: Nesta época em que os meios de comunicação nos metem na cabeça a ideia de que apenas as magras são bonitas, prefiro desfrutar de um gelado com os
meus filhos, de um bom jantar com um homem que me faça vibrar, de um café e bolos com os meus amigos.
Com o tempo ganhamos peso, porque ao acumular tanta informação na cabeça, quando já não cabe, espalha-se pelo resto do corpo, por isso não estamos
gordas, somos tremendamente cultas. A partir de hoje, *quando vir o meu rabo no espelho, pensarei, Meu Deus, que inteligente que sou..."

Amei :D

segunda-feira, 27 de junho de 2011

...

Bem, hoje não trago só más notícias! Começando pelas boas: peso 43.300. Ou pelo menos pesava (lá vêm as más...lol) até ter tido mais uma bela compulsão... É tão ridiculo... é que nem sequer passei fome para ter compulsões novamente... não sei o que se passa comigo. Enfim, chega de lamentações... este blog está a ficar repetitivo e enfadonho... tal como eu. Espero que vocês esteja tudo muito melhor!




E lá vou eu, comer mais um pouco... (yap... estou assim tão ridicula k já nem tenho forças para me tentar controlar lol já estou enjoada de tanta comida, mas nem assim consigo parar lol baaaah... )

*cuidem-se!*

domingo, 26 de junho de 2011

Há que ver as coisas pelo lado positivo...

Após dias e dias em compulsão - que resultaram no absurdo peso de 47kgs (!!!) -, creio ter acalmado. Pelo menos hoje comi como uma pessoa normal... Hoje pesei-me e, após o desinchar das compulsões (ou lá o k foi isto) o resultado é de 44,500kgs. É péssimo. Mas é melhor que 47kgs.

Quanto à questão da universidade. As professoras das duas cadeiras que supostamente já passei mas não estou inscrita por ter créditos a mais, disseram k "congelam" as notas e para o ano as lançam. É mais uma ano na universidade, mas pelo menos não tenho de fazer essas cadeiras outra vez. Não posso reclamar, as professoras foram muito, mas mesmo muito queridas em terem sugerido fazer isso (supostamente ñ se pode...).

Além disso, amanhã vou falar com o director da faculdade (marquei com ele às 11h) para tentar encontrar outra solução. Sei que estou a sonhar alto, mas não custa tentar. Não perco nada.
De qualquer das formas, se não houver mesmo nada a fazer, para o ano arranjo novamente um emprego (desta vez a full time) enquanto faço as 2 cadeiras k me faltam (as k iria deixar para a época de finalistas, em setembro - já nao posso, porque tenho inscriçoes a mais). Além disso, junto dinheiro e tiro a carta de condução.

Se preferia terminar já este ano e entrar já no mestrado? Preferia. Mas há que ver as coisas pelo lado positivo. Ou isso, ou enlouqueço :)

Beijinhos a todos e resto de bom domingo!
*cuidem-se*

Ah! Acrescento ainda o facto de estar no quarto e mesmo assim consigo ouvir a minha mãe a vomitar... já havia muito tempo que não o fazia! (ou pelo menos que eu me apercebesse). Aposto k se a enfrentar vai dizer "Tou mal disposta... os caracois cairam-me mal...".
Fantástico! Simplesmente fantástico! Só não sei qual é o lado positivo disto... huum...

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Um mal nunca vem só...

Hoje descobri que não posso terminar a licenciatura este ano, porque estou inscrita a cadeiras em excesso (só me avisam agora, que já as fiz...........).

Hoje fiquei de nf até há uma hora atrás, mas com o sentimento de "tou-me a cagar para tudo e todos" comi umas 6 tigelas de cereais com leite e uma maça.

Resultado?
Mais inchaço ainda (pelo corpo todo, já não é só a barriga).
Mais peso (de manha tinha 43.400, amanha devo ter mais)
Maior sentimento de loucura
Indícios depressivos (dakeles k já me começam a preocupar)
Raiva.

Cansada. Quero simplesmente dormir e não acordar mais :(

terça-feira, 21 de junho de 2011

Férias! Oh não!

Praticamente posso dizer k estou de férias... tenho mais um exame, mas em comparação com o que tinha para fazer antes, estou de férias. Não há aulas.

Comecei o 1º dia "bem" (ironia):
13h10- 2 tigelas de cereais kellog's com leite meio gordo
13h30- puré de batata (muito) + carne com molho sei lá do quê + 1 ovo mexido
14h00- 1 tigela de nestum com leite meio gordo + 1 bolo no copo inteiro (bela coisa que descobri... (ironia novamente) (http://www.morandosozinho.net/forum/viewtopic.php?t=27&f=11 + quantidades absurdas de leite


Ainda tinha a barriga inchada de ontem, mas já estava melhor... agora voltou à mesma. Sem exagero, parece k estou grávida de 4 meses :( estou a engordar e não consigo parar. Ainda por cima a passar os dias em casa... sem nada para ocupar a cabeça...

enfim. Odeio compulsões, odeio adorar comida, odeio adorar emagrecer, odeio o meu corpo, odeio-me, odeio odiar-me. Aliás, odeio o meu cérebro. É ele k me faz pensar assim. Cérebro, odeio-te! :(

*pânico*

...

Profª H: "A menina I. está cada vez mais magra... ou então é do cabelo, ou da roupa, não sei, bem, vamos ao que interessa..." (ela fala assim, depressa, e de mil e uma coisas ao mesmo tempo)
Eu: "(sorriso) "trouxe-lhe mais questionários (...)"

10m depois
Profª A. "A I. está demasiado magra! Veja lá se come que nesta época bem precisa!"
Eu: (sorriso)

2h depois
Profª C: "Vocês os dois estão cá com um ar! A I., então! Se vier uma rajada de vento mais forte..."
Eu: "Caio para o lado..." (sorriso)
Profª C: "E ainda por cima está tão carregada! Ó N. devia ser cavalheiro e carregar as coisas à sua colega!"
N: "É para o vento não a levar, professora..."
Eu: (Sorriso)

Isto foi tudo num dia... até soube bem. Gostava é que tivesse sido hoje, para me motivar a parar de comer. Ontem:40.800
Hoje: Kilos e kilos de calorias (não é exagero)

Sinto-me: com raiva, irritada, ansiosa, ódio. Ódio de mim. Medo de mim.
QUERO EMAGRECER E NÃO CONSIGO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Na mesma!

Pensei encontrar um nº menor hoje... mas ainda tenho mais 100grs (41.700). Na altura fiquei irritadíssima, mas após ter parado um pouco para pensar, apercebi-me que tenho é de ficar contente (por exemplo, ontem comi uma caixa de gelado a meias com uma amiga e hoje comi um pacote de bolachas e um iogurte grego sozinha... e só me estou a referir às coisas mais calóricas, porque comi muito mais).
Assim, embora não seja do meu agrado, só tenho de agradecer.

Podia é ter parado por aí... mas não... cheguei a casa e fartei-me de comer. Não sei ao certo se lhe posso chamar compulsão, porque permiti-me comer, ou seja, não foi muito impulsivo. Além disso, comi calma e tranquilamente. Comi foi muito!!! Estou inchada...


A única coisa que me acalma é fazer o que faço nas fotos seguintes (consigo contornar qualquer zona dos braços só com uma mão):




E contornar as pernas com as duas mãos (se repararem, os dedos já se sobrepõem...).



Quando é que vou conseguir sair da casa dos 40???
Beijinhos a todos
*cuidem-se!*

sábado, 11 de junho de 2011

4 kgs em menos de uma semana!

Parece bom, mas não é lol
O Português é lixado! Quis eu dizer que, se alguém quiser saber como engordar 4kgs em menos de uma semana, é só dizer!!!! Yap... 4 kgs... no domingo tinha 40kgs... hoje de manhã tinha 43.900. E amanhã vou ter mais, porque ainda agora é meio-dia e já perdi a conta das calorias que ingeri lol
Não sei onde vou parar assim... tanto trabalho para numa semana (uma semana!) recuperar o trabalho de dias e dias... estou a ficar deprimida e exausta... só me apetece desaparecer daqui para fora... a roupa está a deixar de ficar larga... tenho a barriga inchada há dias (barriga de grávida, como dizem). Não me consigo controlar. Não sei porquê, mas não consigo. Porque é que há alturas que não comer é tão simples e há outras em que parece uma missão impossível????????????????????? Estou enorme... 4kgs em menos de uma semana... eu sou um fracasso. Tão simples quanto isso.

:'(

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Comprimidos para aumentar o apetite!!!

Pois é... a minha mãe resolveu comprar esta bela porcaria! Estou em pânico! Ainda consigo fingir tomar alguns, mas nem sempre é possível, porque ela fica parada em frente a mim para confirmar que o tomo. Até agora ainda não senti nada de diferente (também só tomei dois), mas tenho tanto medo... parece que estou a beber veneno, quando o tomo :'(

Para piorar a coisa, acho que o meu metabolismo está mais lento que nunca. Não tenho comido quase nada, mas mesmo assim o peso não desce! Sinto-me cansada, mas não posso comer mais... não posso...
Hoje pesei-me e deu 40.500kg. Pesei-me várias vezes e só numa delas deu 40.100 (voltando depois a aumentar). Mesmo depois de tanto sacrifício! Está mesmo dificil sair da casa dos 40, chiça!

Mas, apesar de tudo, até tenho boas notícias: consegui ficar sozinha em casa este fim-de-semana :) vou tentar comer o mínimo possível até domingo à noite (quando os meus pais regressam). Gostava tanto de amanhã ver um 39 na balança... nem que seja 39.900! Eu sei que comigo resulta muito alternar dias em que como normalmente com dias de LF, mas neste momento a comida apavora-me... só como mesmo quando é essencial, para que não desconfiem mais ainda (já se começa a notar, não só pela magreza, mas porque o pânico que sinto ao comer é cada vez maior, tornando-se cada vez mais difícil de esconder...

Para terminar, pergunto-vos, o que como este fim-de-semana?? Coisas pouco calóricas, please... pensei em cenouras, gelatinas e iogurtes (50kcal cada), mas sei que assim o metabolismo vai continuar lento... por outro lado, tenho medo de comer e me afastar da casa dos 30... :( que faço??

Beijinhos a todos!
*cuidem-se*

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Será verdade?

Hoje a balança deu isto:










É óbvio que dei pulos de alegria!
Gostei tanto que quis voltar a ver aquele belo número, portanto voltei-me a pesar. Subiu para os 41 e pouco.
Não gostei.
Mais umas pesagens e desceu para os 40,800.
Indecisão.
Mais outras pesagens e voltou a subir para os 41 e pouco! ODEIO ESTA BALANÇA GRRR

Acho que 41 e tal não tenho, mas estou na duvida... De qualquer das formas, esta foi a 1ª pesagem do dia (e a que mais me agradou lol), logo foi a que tirei foto :P E soube tão bem!

Resultado (aproximado) do dia de hoje: cerca de 700/800 kcal (arredondado por excesso, nunca por defeito, logo o mais provável é k seja menos...) + 1h15m a andar a pé (sem contar com idas ao supermercado; deslocações mínimas; etc, etc).

Mais 600gr (se a balança não me tramar outra vez) e entro na casa dos 30!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Há algo mais tentador que isso???? :P

Beijão a todos!
*cuidem-se!*