sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Stuff

Ora bem, vamos lá pôr a conversa em dia.

O Natal foi dos melhores que já tive. Não sei bem como, mas não houve discussões nem amuos (da minha mãe), o que é de deixar qq um de boca aberta (juro que não estou a exagerar). Dei o meu melhor em tudo. Até falei com ela. E com ele.
Continuo a comer como se não comesse há anos, mas já não ando tão lontra (porque estou doente e a comida dá-me vómitos LOL eu ainda tento, mas nem sempre consigo - i love myself )
No outro dia pesava 46.800, mas hoje pesei 46.200 (garanto que não sei porquê... tou a comer menos, mas ultrapasso as 1500kcal por dia da booooooa). Não sei se acho muito, se acho pouco, se acho k tá bom (bom nunca está, e pouco nunca é...mas ok, adiante).
Estou constipada (acho que já disse ali atrás, mas aborrece-me reler).
Conduzi o carro do meu pai hoje. Ele acha que estou bem (a nível de conduçao).
Faltam 2 aulas de condução em Faro e 3 em Portimão (onde vou fazer o exame) para terminar. O exame ainda não está marcado, mas será para finais de Janeiro, segundo o que me disseram.
Não estudei nada este semestre e nem tenciono fazê-lo.
Amanhã vou estar com a thinnerthanair, porque vem passar a pda ao algarve. Vai ser o auge do meu dia. Sim, porque a minha pda vai ser passada pelas ruas de Faro alone LOL Tive 3 convites e recusei (teria tido mais se tivesse atendi do o telemovel, confesso). Tinha pensado passar em casa, mas os meus pais andavam a ficar desesperados por eu nao me ir divertir (e pq tenho passado os dias enfiada em casa) e então decidi que vou passar "com uns amigos que eles não conhecessem".
Segunda-feira tenho psicóloga. Vou pedir para na semana a seguir ir novamente. Primeiro porque faço questão de acompanhar a Dory ao HSM, já estava mais do que decidido. Mas agora acho mesmo que até bom para mim... não me sinto nada, mas mesmo nada bem.
Pronto, acho que é tudo.
Ah, o que desejo para 2012? Ser normal. E minimamente feliz.
*Boas entradas*

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

sábado, 24 de dezembro de 2011

Conversas com a mãe.

Uma vez que tinhamos de ir ao forum e a senhora-minha-mãe odeia transportes públicos, fomos a pé. Durante os 20m que levamos, surgiu "o" tema. Não necessariamente de forma directa, mas basicamente ela disse "Já se passaram 3 anos, já está na altura de esqueceres".
WTF???????????????????
Eu, muito calmamente (como sempre) respondi "Não existe propriamente um livro de instrucções que diga o tempo que "isto" leva a passar... eu preciso de tempo. Tu sabes que eu um dia irei acolhê-la. Mas ainda não me sinto preparada. Não a trato mal, mas não me sinto preparada para ser eu ao pé dela. Sei que ela não tem culpa nenhuma, mas eu também não tenho. Estou a dar o meu melhor. Dá-me tempo".

Doeu.
Mãe, por favor... por mais que compreenda o teu lado, não me pressiones. Eu tenho todo o direito de ter raiva, ódio, ou seja lá o que for que sinto. Acredito que também sofras, mas EU NÃO TENHO CULPA! Tu ainda te esqueces que "isto" aconteceu... Eu não consigo. Tenho de ver "isto" TODOS os dias. Tudo me faz lembrar. O meu quarto faz-me lembrar. A divisão ao lado faz-me lembrar. A sala faz-me lembrar. A casa-de-banho faz-me lembrar (agora k penso... a cozinha não me faz lembrar LOL). Pensar no meu futuro, faz-me lembrar. Estar sozinha em casa faz-me lembrar. Conversar com amigos faz-me lembrar. TUDO CACETE, TUDO ME FAZ LEMBRAR! Não interessa se se passou 1 dia um 10 anos. Isto fará para sempre parte de mim. Infelizmente.
Por isso, só peço que tenhas paciência. O não a aceitar é a única forma que tenho de vos dizer "ainda não me esqueci! Nunca me irei esquecer e RECUSO-ME que vocês todos se esqueçam!"  E não. Não acredito que esteja a ser egoísta. Muito pelo contrário. Sei perfeitamente que qualquer outra pessoa teria agido de forma mais "violenta" (embora não fosse injusta).
Tempo. É tudo o que preciso. Tempo. E respeito.
*Feliz Natal*

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

I'm getting REALLY scared...

do que me vai na cabeça.

45kgs

Odeio-me tanto.

homens

Segundo o belo do face, o V. "is in a relationship" xD incrível!
Bem, dois anos a tentar kk coisa, é obvio k ia desistir lol whatever. Eu nem tava interessada... nem nele nem em ninguem. Odeio homens lol

Isto é tipo lei de murphy, só pode ^^'  Eu simplesmente adoro viver.

-------------

APARECEU-ME O PERÍODO!!! Tipo... LOL??? WTF???????? FODA-SE HOJE NAO!!!!!!!!! JA CHEGA CARALHO!

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Consulta


Apesar de me sentir uma merda, devo admitir que a consulta de hoje teve a sua importância.
Juntei algumas peças (durante a viagem de regresso) e penso ter descoberto a causa desta bela relação que estabeleço com a nossa amiga comida. No entanto, só poderei esclarecer dia 2 de Janeiro (próxima consulta). Eu espero bem que ela me diga que isto nao faz sentido nenhum. Ela TEM de dizer que não faz sentido e que o excesso de comida me tá a fazer ter alucinações.
MAS TEM MESMO.
Não quero que "isto" seja a causa. Não pode ser. Não pode. Se for (que não é, porque não pode), como é que resolvo esta merda? Mato-me? LOL naaa... nem para isso tenho jeito.

É que isto assim já é mau o suficiente... agora ter de saber que "isto" (não necessáriamente "isto", mas o que foi acontecendo, porque "isto" foi apenas mais uma vez do "aquilo", a diferença é que foi mais assustador e visível), para além da merda que já me faz sentir, é a causa desta minha neura com a comida/corpo que, consequentemente, me faz sentir completamente disfuncional (ou louca, se preferirem), deixa-me com vontade de gritar e bater em toda a gente.

Não é justo. Não é mesmo justo. Serei assim tão má pessoa? Bem, estúpida sou de certeza, porque só uma pessoa estúpida é que não se apercebe "daquilo". Sinceramente, Inês. Que merda andas tu aqui a fazer? Que sentido é que isto faz? Que bela vida... foda-se... que bela vida. Mesmo.

Espero que estejam menos descompensadas que eu.
*pypoka*

p.s. pelamordedeus alguem me sabe dizer como fazer aumentar o estomago? Preciso de comer mais e não consigo..... (caso não seja compreensível, aviso desde já que isto é uma pergunta retórica...)



quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Não sei

como me sinto hoje. Ou como me deveria sentir...

9h30 despertador toca. "Mais um bocadinho" (algo raro em mim).
10h levanto-me e vou para a cozinha. Preparo e como um ENORME prato de nestum (!) e umas 3 ou 4 fatias de pão com manteiga. Visto-me. Vou pó McDonald's e peço um café (com açúcar!!).
10h50 Telefone toca. É a psicóloga a perguntar se podemos ter consulta mais cedo na segunda-feira, implicando ter de ir para lisboa no dia anterior. "É-me indiferente... como preferir". "Muito obrigada, Inês! Agradeço imenso!" (ya... whatever...)
11h duas aulas de condução. "Que se passa contigo hoje, Inês? Não pareces tu a conduzir!" - (é a gordura que me está a subir ao cérebro, filho!)
12h45  1 tablete de  chocolate; leite e meio pacote de bolachas (não consegui terminá-lo, de tao enjoada k tava)
13h caldeirada de peixe
14h15 um café (com açúcar!!) e uma fatia de bolo de noz (ao qual tirei foto e enviei à Dory, à Diana e à Thinner.than.air LOL)
15h duas aulas de condução "ah, já pareces tu! Aposto que almoçaste bem!" LOL
17h minipreço. Comprei 2 pacotes gomas; rebuçados e pastilhas. "A menina anda deprimida? Todos os dias vem cá comprar chocolates e gomas... não sei como é que é tão magrinha!" (NUNCA MAIS LÁ PONHO OS PÉS!!! K VERGONHA!!!!!!) "Não é tudo para mim! Acha?? Deus me livre!" -_-'
19h. 1 rebuçado, 1 pacote de gomas e 1 pastilha.


Estou enjoada de comida. Levei meia hora no minipreço a escolher o k comprar. Nada me agrada. Já enjoei tudo. Recuso pesar-me. Quero lá saber. Só sei de uma coisa: quando chegar aos 50kgs cometo uma loucura lol mas isso já é habitual em mim... anyway.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Passei!

No exame de código (errei 1 questão em 30). Mesmo sem ter aberto o livro. Nada mau!
Comemorei com uma tarde de puzzle (1000 peças) com a M. Andámos de roda de batatas fritas, gomas e bolachas. Soube bem comer porcarias com ela. Fez lembrar os bons velhos tempos (somos grandes amigas desde os 6 anos).
Sinto-me bem.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Hoje

levantei-me e fui pesar. 45.100 (menos 900g k ontem à noite). "Ok, isto tem de terminar. Não vou passar fome, mas chega de doces". Almocei um BOM prato de comida e uma maçã. 5minutos depois 2 twix. Meia hora depois 1 pacote de bolachas. Acho k sim. Continua assim k vais longe.

sábado, 10 de dezembro de 2011

TENHO FOME!

E têm a lata de me dizer "Não podes ter fome!" GAAAAAAAH!!!!!!!!!!!! Quero ir para casaaaaaa! Quero as minhas porcariaaaaaaaaaaaaaaaaaaaas :( 

fome fome fome fome fome fome fomeeeeeeeeeee!

Vim para o campo...

... e não trouxe porcarias.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Trying!

Estou a tentar voltar a ser como era. Está a ser caótico e DIFICIL PA CACETE, mas eu tenho de tentar. Não posso ficar mais tempo assim. Não aguento muito mais.

Menú do dia:
Pequeno almoço: 1 fatia pão torrado com manteiga
Almoço: ervilhas com ovos (sem ovo lol) e 1 maçã
Lanche: 1 maçã
Jantar: 3 conchas de sopa; 1 maçã; 2 quadrados de chocolate com avelãs (oferta do pai)

Até aqui tudo bem... mas depois vim para o quarto e ja estive nas gomas e chocolate... saboreei tudinho, comi calmamente e soube lindamente bem! Estou a tentar não me passar, não posso entrar em paranóia. Sei k vou engordar, mas não posso entrar em pânico. Vou engordar, vou odiar e vou tentar emagrecer. Não vou conseguir e vou deprimir. ODEIO ESTA FASE!!!! Mas vou ter de passar por ela. Não sei se já estou pronta, mas tenho de tentar. Não aguento mais estar assim. Preciso de sair disto. Preciso da minha vida de volta.

Quero ser normal. Mas quero sê-lo sendo magra. O que não faz sentido nenhum...
Bahhh...Mal posso esperar por sair desta fase...
*quero miminhos!* LOL

p.s. 44.700 de manhã (yap................)

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Comprei!

(porcarias).

Já faz duas horas. Não me apetece comê-las, mas tinha de as ter perto de mim. Pode ser k nao as coma. Apenas preciso de as ter aqui. Sei lá eu porquê.

(agora k vejo bem... parecia ser muito mais!)

Ah, ontem foi a reunião familiar. Foi a 1ª vez que posso dizer que correu bem. Não houve gritos, choros ou discussões.
Vou passar a fazer psicoterapia quinzenalmente.
Pais vão tentar confrontar mais quando acharem que não estou bem (ou seja, falando).
Eu vou tentar pedir ajuda de forma mais directa (ou seja, com palavras).
Continuo com a fluoxetina (nem sei para quê....)
Glóbulos vermelhos a mais. Colesterol elevadíssimo.
Consulta de endocrinologia marcada para a dra. Z. novamente (em janeiro).
Psiquiatra em Janeiro.


O pior da reunião:
- Mãe diz "A Inês é uma pessoa muito fraca. Vai-se abaixo com qualquer coisa que lhe digam ou façam" (entendo o que quis dizer, podia é ter utilizado outra palavra lol)
Ao que a psicóloga respondeu de forma a me defender: "Não me parece que seja uma questão de fraqueza. A Inês tem uma forma diferente de lidar com os seus problemas. Todos nós temos as nossas estratégias e esta é a da Inês." (foi kk coisa deste tipo).
Foi aki k eu, com um grande sorriso e voz ligeiramente mais elevada, disse à minha mãe: "tu tb utilizas a comida como forma de escape"- não me lembro das minhas próprias palavras, mas foi algo deste tipo).
Psicóloga não tira olhos e ouvidos da resposta da mãe.
Psiquiatra não tira os olhos de mim, com ar de espanto (ela entendeu perfeitamente onde eu quis chegar).
Durante esta pequena "discussão", pai permanece em silêncio.

------

- Mãe diz "a Inês gosta muito de miminhos" (eu sei k sou infantil para a minha idade... escusavas é de me envergonhar lol)
Psicóloga e psiquiatra: *risos*
Eu (envergonhada): "E quem é que não gosta?" (tentativa de menosprezar a minha infantilidade)
Mãe: "Toda a gente gosta, mas eu acho que com a tua idade não precisava de tantos mimos"
Psiquiatra: "A Inês precisa de saber que não precisa de ficar doente para ter esses mimos"


Além disto, a psiquiatra esclareceu dois pontos importantes, tais como:
- Esta "bela" relação com a comida vai estar sempre presente na minha vida. Uma vezes conseguirei dar a volta mais rapidamente que outras (tão verdade...)
- Desconfiar do que digo/faço não é sinónimo de não confiar em MIM, mas sim de não confiar no meu lado doente (exacto!!!)
- Aumentar de peso drásticamente é tão mau sinal como perder peso (AMEI!)

E pronto. Neste momento estou a fingir que estudo. Amanhã tenho ficha de estatística (acho que nem sabem, mas enfim). Provavelmente apareço lá, só para ver a estrutura.
É tudo por hoje.
***

Comprar ou não comprar?

Eis a questão.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Quase!

Faltam 5h para me levantar; 5h30 para abalar; 10h para ter psicoterapia e 10h30m para a reunião familiar.
Não faço ideia se tou nervosa ou nao. Só sei que tou enjoada de comer porcarias e me passo se não se assustarem com o aumento de peso LOL Não consegui acabar tudo o que comprei... falta-me um pacote de gomas e não consigo mais............ Eu só kero k esta porra acabe pa!

Pelo menos a tarde vai ser agradavel hehehe

VOU DORMIR!
té manha!
**

domingo, 4 de dezembro de 2011

AF

Continuo a comer. Não tenho fome. Nem vontade de comer. Como porque sim. Porque não consigo emagrecer (o que faz todo o sentido). Ainda tenho a mal com 2 chocolates e amendoins. Vou dar o meu melhor para comer tudo ainda antes de ir pa cama (LOL).

Talvez como nao consigo ter menos de 39.100 na 2ª, eu esteja a tentar aumentar o maximo possivel para que elas se assustem... porque até certo ponto, em 15 dias nao me parece saudavel aumentar 5kgs, por exemplo... sei la. Não percebo nada do que vai nesta cabeça. Só sei k um dia destes me vou arrepender tanto, mas tanto deste fim-de-semana... whatever.

p.s. não estou triste, nem zangada, nem nada.... tou... nem sei! Indiferente?

sábado, 3 de dezembro de 2011

Rapidamente...

Estou viva.
Estou mais gorda (41.300 de manha, agora tenho muuuito mais).
Não páro de comer (não porque me obriguem, porque eu como às escondidades lol)
Ansiosa por segunda (reunião familiar) e com medo ao mesmo tempo (vão ver que engordei, logo "estou bem... no bom caminho")
Não consigo estudar, porque a comida ocupa toda a minha capacidade de concentração.
Começo a evitar convites (mas ainda saio todos os dias).
Mas ao mesmo tempo sinto-me melhor. Porque contei. Mas continuo igual. Se nao pior. Mas estou mais descansada. Bahh
*fui*