sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

I swear i'm trying...

BUT THIS IS SO FUCKIN' HAAAAAAAAARD

Quero voltar a restringir, mas não quero. Tenho de ultrapassar este desejo. E o que faço para o ultrapassar? Como. LOL acho que sim, faz todo o sentido.
Não é que ache que esteja a comer demais. Quero dizer, até devo estar. Mas, sei lá. Não quero pensar nisso, não é isso que me importa neste momento. Acho eu.
O que penso que quero é encontrar um meio termo. Mas não sei se já estou preparada, nao sei se "já posso". Quero. Mas ainda acho k há qq coisa que não está ainda como "deveria" estar. Ainda "não é seguro".
Mas, sinceramente, a vontade de passar fome não é nenhuma...  por outro lado, voltar a comer normalmente significa ter de encontrar outra coisa qq para fazer da vida... e que vou eu fazer? Estudar? Trabalhar? Quero, mas não é nada que me fascine... qual é o objectivo? Estudar mais 3 anos (mestrado) e ir para o desemprego? Bem, mas ficar nisto a minha vida inteira, isso sim é desperdício (para não dizer estupidez). Mas... será que já estou pronta? Talvez já esteja (até é provável que tenha estado sempre). Mas talvez ainda não queira estar. Talvez seja isso. Mas o não querer estar pronta é sinónimo de não estar pronta, nao? Whatever
Tenho de decidir. Que fase vem agora? Restrição ou recuperação?


p.s. Sem stress. Se virmos bem as coisas, estar confusa/indecisa é um bom sinal. Aliás, é um ÓPTIMO sinal. E todas nós sabemos isso. Right?

5 comentários:

Myself disse...

Concordo, estar confusa é um bom sinal. Acho que você tem que pensar direitinho no que fazer, uma escolha você tem que fazer e se não der certo tenta de novo e de novo ué. Força!

Anna Sophia Robb disse...

oi flor sou Lady que andava te seguindo até certo momento em que a merda do meu ex blog deu um piti e eu naum conseguia entrar em blog nenhum que tivesse aviso de conteúdo adulto,mais aqui estou eu fiz outro blog!Eu gosto de ler oque escreve flor!bjo

Pizza disse...

É um óptimo sinal sim!!!!! :D

Estás mesmo a ficar melhor, eu vejo isso, toda gente vê isso! Só que estás com medo de aceitá-lo, de aceitar que podes SIM entrar numa nova fase, pq sempre que olhas para trás na tua vida só consegues te ver dessa maneira e tens medo q assim q isso mude, não te consigas reconhecer nem identificar com nada, q deixes de ser tu, tu própria como estás habituada a ser!

Mudar, a qualquer nível (profissional, de casa, de amigos, de namorado) tem sempre esse lado. É arriscado sim! Mas também é bom! Abre caminhos e no final acaba sempre, sempre mesmo, por valer a pena!

Não deixes q esse medo te faça andar para trás e que te aprisione na mesma sala, quando sabes que o caminho está mesmo atrás da porta.
Não há o momento certo para saíres da "fossa", não fiques à espera que ele apareça e que quando isso acontecer, brilhe uma luz no teu cérebro a indicar que é "agora"! Isso não vai acontecer! Tu é que tens que fazer esse momento!!!!

Em relação a trabalho/mestrado... pq não esperas até setembro para decidires algo?
arranja um part-time para juntares um dinheiro e ocupares o tempo, vê propostas, apalpa o terreno! Ainda és nova, não tens despesas e o mundo está todo à tua frente, pronto para que tu o vivas! :)

milhares de beijosss! :)

*Star* disse...

Sim é com essa dúvida que se começa a dar os passos para a recuperação :) força, leva as coisas com calma bjinho

Dory disse...

sim. estar confusa é bom :) era melhor não estares confusa e teres a certeza de que queres a recuperação, mas as coisas também não acontecem do nada.
gostei do 'não é isso que me importa neste momento', gostei mesmo!! e percebo perfeitamente o que queres dizer com o 'não estares preparada para um meio termo'. sinto o mesmo. temos de resolver aquilo que nos impede de o atingir.
eu acho que estás pronta para trabalhar ou estudar, ou o que quiseres, acho mesmo! porque não tentas? não custa nada! se calhar agora a ideia não te fascina mas pode ser que quando a puseres em prática fascine!
**
(sim, fui com ele e ela até perguntou se era meu namorado, lol. expliquei MUITO RESUMIDAMENTE a história e ela ficou toda 'wtf' de eu ainda me dar com ele. concordo mas enfim, que se há-de fazer..)