segunda-feira, 23 de julho de 2012

Insónias (ou espécie de) e criança anoretica

Ultimamente tenho andado tão excitada que me custa dormir. Não são propriamente insónias, porque tenho plena consciência de que se me for deitar, adormeço. Mas aborrece tanto! Que desperdício de tempo!! Sim, sim, eu sei que é fundamental descansar e tal... mas enfim, estou numa fase em que dormir é desperdício de tempo e ponto final. O mais engraçado é que, em vez de aproveitar a"pica" para fazer algo de útil, vejo para a net. Bem, mas também não tenho muitas mais coisas para fazer, o pessoal já dorme e cheira-me que não iriam achar piada se me pusesse a fazer limpezas, ou algo do género.... digo eu.

O culpado é o gajo marado. Yap. Sai às tantas do trabalho, pomo-nos às mensagens e depois desperto (tinha de culpar alguém!).

Ainda estou por Corroios, mas cá me parece que só aguento até 6ªfeira... o gajo tem folga este domingo que vem (só tem 2 folgas numa semana uma vez por mês, há que aproveitar!!) e queria passa-lo com ele... Se o pessoal lá de Faro for para o campo, talvez fique na casa dele de sábado para domingo :P assim obrigo-o a cozinhar para mim outra vez heheheheh (HA SÉCULOS QUE NÃO COMIA SALADA TEMPERADA!!! E AQUELA TINHA LITROS E LITROS DE AZEITE!!!! Soube bem............)

Ontem fui jantar a casa de uns amigos da minha mana. Já tinha conhecido o casal e as filhotas no aniversário do meu cunhado, mas fiquei a conhece-los melhor. Assim de forma muito resumida, a filha mais nova (5 anos) foi diagnosticada há uns tempos com anorexia infantil, tendo sido internada e alimentada por sonda. Era isso ou batia as botas. Agora, a meu ver, está bem magra, mas pelos vistos está muito melhor.
Doida por crianças como sou, entusiasmei-me com ela e brincámos enquanto lhe dava a sopa. Depois disso
ela própria tomou a iniciativa para petiscar outras coisas (imitando-me),mas a coisa correu mal, porque o estômago dela é pequenito e a comida foi demais... resultado? vomitou. Mas passou. A miúda é um doce! Adorava passar um dia a sós com ela. É interessante (em termos de personalidade, não me refiro só à doença).
A irmã dela, de 11 anos, tem excesso de peso. Pesa 56kgs (já vos conto como sei o peso da miúda) e devora tudo o que vê à frente. Interessante, não? Duas irmãs com problemas alimentares? Sim, porque para mim comer demais também não é bom. Nem a nível físico nem psicológico. E a prova que tive para confirmar as minhas suspeitas foram as de que a miúda já foi (e desconfio que ainda seja) vítima de bullying. Mas mais interessante ainda se tornou a noite quando a mãe das miúdas diz não conseguir comer por estar enjoada de cozinhar e ver tanta comida. Logo após dizer isto, acrescenta "estou com mais 10kgs, pa!!! Peso 58kgs!!!! Nunca pesei tanto na minha vida, a não ser quando estava grávida!!!". Dá que pensar. Principalmente quando ela o diz mil e quinhentas vezes ao longo da noite. Querem mais? Então vá, vou-vos contar só mais uma: estávamos nós a tentar enfiar comida no frigorífico quando ela diz: "este frigorífico é maior, mas no antigo cabiam mais coisas"e responde o marido: "nós é que comprávamos menos coisas antes", ao que ela responde "sim, éramos só dois..." e responde ele " dois? éramos um, porque tu na altura não comias!!" ela riu-se e disse "é verdade...".

Ora bem, onde quero chegar com isto? Que tenho medo, muuuuuuuuuuito medo de vir a ter filhos. Aliás, filhAs... quero muito ter uma menina, mas garanto-vos que quando/se um dia for mãe, jamais, mas JAMAIS voltarei a adoecer! Nunca me perdoaria se transmitisse ideias erradas a um anjinho!!!!! Irei relembrar-lhe todos os dias da minha vida o quão bonita e especial ela é. Que é única e que a amo (ainda não existe, mas já a amo lol sou mesmo parva...enfim). Eu garanto-vos. Filha minha não ouvirá da boca da mãe que isto ou aquilo engorda; não ouvirá da minha boca a palavra "calorias"; não saberá o que é ter uma mãe com um distúrbio alimentar.
Filha minha poderá não ter a melhor mãe do mundo, mas uma coisa garanto, irá aprender a apreciar o que há de bom na vida e a ter gosto por uma vida saudável, "apenas" porque é bom viver e devemos fazer os possíveis por prolongar a nossa vida por cá.
Filha minha será beijada e abraçada todos os dias. E todos os dias será relembrada o quão especial ela é e o quão importante é sentir-se bem com ela própria.
Ensinar-lhe-ei que não faz mal ter defeitos, não faz mal errar, não faz mal cair, não faz mal chorar, não faz mal sentir raiva, não faz mal sentir medo e, acima de tudo, não faz mal dizer o que sente.
Ensinar-lhe-ei também que não faz mal preferir desabafar com outra pessoa sem ser a mãe ou o pai.
Filha minha saberá que não importa a cor da pele, orientação sexual, aspecto físico, religião e por aí fora. Saberá que importa sim a forma como nos tratam e o que sentimos em relação ao outro. 
Ensinar-lhe-ei o que sempre quis para mim: ser feliz.
(não me perguntem como se faz isto tudo, porque pelo que ouço é tudo muito bonito de se dizer, o problema é agir lol mas pronto, ideias bonitas eu tenho, deixem.me la pensar que um dia serei mae e uma boa mãe, ok?ah, e quando me refiro à minha filha, não quer dizer que se for rapaz eu seja infeliz ou que o vá tratar de forma diferente! eu apenas sempre sonhei ter uma menina, para a embonecar toda com vestidinhos e lacinhos e coisinhas bonitinhas hehehe parvoíces, eu sei). Eu só não quero é ter um casal. Aliás, um rapaz mais velho que uma menina. Caso isso aconteça, os quartos ficarão em pontas opostas da casa e haverá sensores e câmaras de vigilâncias LOL bah. Not healthy, I know. Não pensemos nisso.



Beijocas a todas!!!
happy!
 


2 comentários:

Milita* disse...

adoro! *.*

Diz muito! Diz que aprendes-te com os erros! Que apesar de tudo o que já passas-te ganhas-te juízo!
É óbvio que há dias melhores e dias piores. Dias em que estes pensamentos são opostos mas, há que registar os bons dias, como este em que escreves-te esta maravilha! :D

tbm sonho ter uma menina pela mesma razão ("embonecá-la" xD)

Joana disse...

Hello :D

Realmente são coisas muito estranhas, mas talvez também tenhas reparado nelas porque estás mais atenta em relação ao assunto (embora um caso de anorexia numa criança de cinco anos seja de facto bastante estranho).

Tu vais ser uma óptima mãe :) Estás cheia de amor para dar, e vais safar-te na perfeição ;)

Muitos beijinhos :D