quinta-feira, 27 de setembro de 2012

48kgs. Certos.

O que me vai na cabeça:
"AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!
É HOJE QUE MORROOOOOOOOOO! NÃAAAAAAAO!!!"

Não sei se aguento assim até 2ª feira (consulta). Mas devo aguentar, porque a comer assim não desço de certeza. Mal me pesei e vi os 48kgs, fui enfardar. Ia morrendo de pânico, mas mesmo assim fui enfardar. Não foi "comer", não foi "compulsão", foi um misto de tudo isso.

(Vou tentar mudar de assunto, porque acabei de me pesar e quero ver se não me centro muito no peso)

Ontem foi dia sim. lol. Acordei antes do despertador, despachei-me super animada (ou seja, sem cara de enterro e sem vontade de desaparecer) e fui para a universidade. Cheguei atrasada 10 minutos, mas o prof na última aula avisou para chegarmos às 8h40 em vez de às 8h30. Ou mudou de ideias, ou então ouvi mal (não ouvi mal). A aula correu bem e até participei. Vá, mais ou menos. O homem fez uma pergunta (estatística) e ninguém respondia. Era uma cena básica e eu disse a resposta mentalmente tanta vez que chegou a um ponto que me saiu em voz alta (não muito alta, mas não havia barulho e a coisa ouviu-se). Tenho de ter cuidado ou ainda digo asneira.
A outra gaja não apareceu na aula. (huuuuuuuuuuuuum). Comecei a chorar no meio da aula outra vez. Fui a última a entrar e a primeira a sair.
Andei o resto do dia animada e até estudei estatística à tarde (na casa do rapaz, que estava de folga e a cortar lenha). Nunca mais discutimos, mas continuo a achar que não vamos ficar muito tempo juntos. Não sei explicar o porquê e agora também não me apetece tentar.

Hoje é dia não (loooooooooooool). Acordei novamente antes do despertador e fui ao café com a mãe antes de ir para a universidade. Estava a chegar à paragem para apanhar o bus para a uni, quando vejo o bus e acelero o passo. O homem fecha a porta. Eu desacelero enquanto grito comigo mesma. O motorista fica a olhar para mim (devia estar a pensar se eu iria naquele bus) em vez de avançar. E eu que faço? Em vez de aproveitar a deixa, não. Continuo a andar, porque "obrigar" o homem a abrir a porta só para eu entrar iria chamar muita atenção para mim. Que iria ele pensar? E os outros passageiros? Eu sei, eu sei! Não iam pensar nada, ou então olhavam e 5m depois já nem se lembravam de mim. Mas eu sou completamente disfuncional e não entrei. Preferi esperar meia hora pelo próximo.

Mas fixe fixe fixe foi que quando apanhei o outro bus a tal gaja estava lá. É taaaaaaaaaaaaao parecida com a doryyyyyyyyyyyy!!! Mas com ar doentio lol (vá, hoje não tinha ar doentio porque estava arranjadinha, mas credo... a miuda nao pode ter nem uns 40kgs.Viagem para lá passada a choramingar.
Não fui à aula (não tem nada a ver com a miúda, porque ela não tem essa cadeira), nem tenciono ir. Aproveito para adiantar matéria ou deprimir. Vi a prof. Cátia, foi muito querida e lembrou-se da mãe. Mandou "um grande beijinho". Viagem para faro a choramingar outra vez.

Dei explicações e arranjei um novo horário, porque juntar a lavinia (9º) com a catarina (8º) dá-me cabo da mioleira. Não consigo dar atenção às duas (que ficam em divisões da casa separadas). Ou seja, tenho todas as tardes ocupadas menos das15 às 19. Menos à quarta, que é só até as 17. E menos à sexta que é até às 21h. Por enquanto tenho os fins-de-semana livres, mas é só até aparecerem os testes dos miúdos. Ah, a mãe disse que a irmã da namorada do estupor me mandou o horário para que lhe dê explicações a ela. Era só o que me faltava. O ano passado fui parva e dei-lhe explicação, mas não significa que este ano tenha de dar!!! Ainda por cima de borla!!! Não é que eu não goste da miúda. Adoro-a! E não me importo nada de não levar nada! Mas ela é a irmã da gaja dele. E eu não quero mais nada desse lado. Tiveram tempo suficiente para me puxar. Aliás, eu até fui parva e tentei infiltrar-me. Agora paciência, que se lixem.
Mas vá. Vou deixar a miúda vir à 5º feira com a catarina (sao as duas do 8º) e vou dizer que quando tiver mais aflita pode vir cá que ajudo. (lol eu sou tão estúpida! mas não consigo "culpar" a miúda...)

Bem, para finalizar, volto ao peso.
AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH QUERO MORRER!
Não vou ler o que escrevi. O meu pai acabou de se chatear comigo. Sinto-me uma merda. Sou uma merda. Odeio tudo. Quero verdadeiramente morrer.





3 comentários:

Joana disse...

Vou mandar-te uma mensagem durante o dia de hoje ok? Até lá ganha juízo nessa cabeça ;)

Beijinhos :)

shell thin disse...

ola tou enorme de gorda tbm flor gostaria fosse minha amiga ... preciso d mais amigas anas.. meu msn e sheyllathock@hot....
estou te seguindo se quiseres me siga tam biem http://queronovasamigas.blogspot.com.br/...bjus..

Corre como uma menina disse...

É só para deixar um beijinho para ti...