sexta-feira, 2 de novembro de 2012

HEY :D

A minha net continua lentíssima, daí a minha ausência por estes lados. Além disso, o tempo que um dia me disponibiliza não ajuda. Porque é que os dias só têm 24h?? Deviam ter pelo menos mais 4h. 2h para dormir (eu sem dormir não funciono) e o resto para extras...mas como isso não é possível, cá ando eu numa de tentar não stressar com a falta de tempo e "surpresas" do dia-a-dia (doenças, visitas, vontade de não fazer nada útil, etc etc).

Na 2ª feira tive consulta (Fui com o rapaz :D). Correu lindamente e ando com a sensação que ela me despacha um bocado. Não o faz, acredito que não o faça. Talvez eu ache isso porque sinto que ela me acha melhor e não está tão preocupada e isso assusta um bocadinho, não ter a preocupação dela. Mas isto sou eu a ser parva e a dramatizar, como "gosto" de fazer. Perdi 200g desde a outra consulta. Ela não se importou. Eu achava que tinha aumentado, porque andava a comer muito (agora sou a "comilona" da casa, raramente não repito o 2º prato). Nada de compulsões, mas no fim-de-semana exagerei nos doces (que não tocava desta forma havia muiiiito tempo) porque foram dias de festa e isso ainda me faz confusão. Mas enganei-me e afinal perdi peso. Tema da consulta? Relações sexuais (tema puxado por mim), o estupor, o coiso e o meu rapaz.
Continuo a achar que ela está grávida.

A noite de 4ª para 5ª foi passada em branco, cheia de vómitos e de calor. Depois do irmão a namorada do estupor ter pegado uma virose às 3 irmãs, à mãe e ao namorado da mãe, foi a vez da irmã mais velha (a namorada dele) apanhar a coisa. Passou-lhe a ele (estupor), que passou ao meu pai, que me passou a mim. Fartei-me de gozar com todos (incluindo cunhado e sobrinha, que também já foram afectados pela coisa) e depois lixei-me. Acordei e fui logo vomitar. Dei explicação ao André (despaxei-o mais cedo) e à Adriana (quase nada, ia-me vomitando à frente dela lol) e cancelei as da tarde. À hora de almoço, mentalizei-me que tinha de comer (o medo de perder peso e gostar é gigante, juro-vos) e entrei na cozinha. Senti o cheiro da caldeirada de peixe e só tive tempo de fugir para a casa-de-banho para vomitar. Saí da casa-de-baho, voltei à cozinha, agarrei uma banana e em ice tea engoli aquilo tudo a esforço, mas saí de lá a sentir-me vitoriosa LOL
Voltei para a caminha e acordei quando o rapaz apareceu lá em casa. Trouxe ervas que tinha para lá e outras que pediu à avó, trouxe limão e pediu à minha mãe para me fazer um chá com aquilo tudo (eu odeio chá, mas ele obrigou-me a beber aquela bosta até ao fim - eu sei, seu sei... chá faz bem...). Trouxe também línguas de gato e bolinhos de canela para beber com o chá. Por incrível que pareça, consegui comer alguns :D Quando me viu naquele estado (pré-vomitanço), foi à farmácia e trouxe cenas para aliviar a indisposição. Eu podi continuar a descrever a tarde, mas acho que basta dizer que ele foi super querido comigo, parecia que me podia partir :)
Jnatou cá, a minha mãe convidou-o. Eu não gostei lá muito, porque estava com uma vontade enorme de me deitar, mas ele aceitou e eu lá fiz o sacrifício de me sentar à mesa. Mal puseram a comida à frente, tive de fugir. Pedi desculpas e fui para a cama. Depois de jantar, ficámos mais um pouco de conversa e ele bazou.

Hoje sinto-me como nova, outra vez :D perdi 1kg desde ontem, mas não quero manter, tenho de subir antes que me habitue. Hoje ainda custou comer, mas já correu melhor que ontem e amanhã será melhor ainda.

O professor de estatística, na última aula, perguntou porque é que ainda não tinha feito a cadeira, uma vez que já me conhecia de outros anos. A gaguejar, respondi que "fico doente" ou "desisto a meio". Ele respondeu com um "ahhhh mas nunca foi a nenhuma frequência nem exame, pois não? É que tem tanta facilidade em perceber isto que não me fazia sentido nenhum ainda cá estar! Mas deixe lá, continue assim que vai ver que passa sem dificuldade". Fiquei toda orgulhosa de mim mesma, mas o ego ficou lá mesmo em cima quando o professor, no fim da aula, começou a explicar o 1º exercício da ficha, onde o resto da turma tinha bloqueado. Eu já ia para o último exercício :P
(Não liguem, eu fiquei tão babada que tenho de contar isto a toda a gente lol sabe-me bem sentir que afinal não sou tão estúpida e anormal como acho lol)

Quanto às explicações, estou algo desmotivada. O André veio-me com negativa a matemática. Pu-lo a fazer aqui à minha frente e acertou. Hoje fez teste de história. Diz que saíram os limites da Península Ibérica (que batalhámos um bocado nisso na última explicação) mas que não se lembrou.
"Oh André... então quantos eram?"
"AH! am... Glup... acho que eram 3..."
"Pois! E quais eram? Era um oceano..."
"atlântico!"
"Claro! Era um mar..."
"Mediterrâneo!
"Pois! E era outra coisa..."
"OS PIRINEUS!!! óh! Mó! Porque é que eu sou assim?"

E pronto. Acho que me deve trazer outra negativa. Não me psso chatear muito, os testes dele do ano passado vinham em branco, agora já não. Mas continuam a ser negativos e ele assim chumba... enfim.
As miúdas do 9º ano têm teste de história na 2ª e amanhã têm uma festa que dura o dia e a noite. Começaram hoje a estudar. E só voltam a estudar domingo. E só à tarde, porque de manhã têm de dormir. Será que sou eu que sou muito exigente e acho que isto de festas em tempo de testes é absurdo? Principalmente em crianças com difciculdades? Eu obriguei-as a virem cá domingo, mas duvido que tirem positiva a estudar de véspera. Ah, e têm teste de matemática na 6ª. Ou seja, os meus 5 dias livres para estudar para estatística já se foram à vida. Porque elas têm festas e não podem abdicar delas. Bah. Mas eu tenho de ajuá-las a ter positiva, senão os pais andam a pagar para nada. Além disso, faz-me sentir uma bosta quando têm negas...

Resumindo:
O que está bem: Alimentação, cabeça, vida social, familiar e amorosa
O que está menos bem: ansiedade (exageradamente elevada) por achar que não consigo fazer tudo o que deveria fazer

Notas: voltei a pintar em madeira e aprendi a fazer croché. Hei-de tirar fotos para partilhar com vocês.
Beijinhos!

p.s. não consigo aceder a quase nenhuns blogs :(

1 comentário:

Be(e)Free disse...

(gostei deste post, mas do a seguir mais ou menos, porque ele nao pode ser filho da mãe. pede-lhe para se abster nos comentários. o resto acho que ta a correr bem, nao ta? :) )