segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

p.a. 3 fatias de pão torradas com manteiga; galão com açúcar
almoço: feijão com salsichas e um molho onde constava ketchup; arroz; 1 fatia de pão; meio copo de sumo; 1 maçã
lanche: 2 dentadas numa maçã (estava podre lol)
jantar: 1 bife frito; arroz; restos do tal feijão


Nada saudável, demasiados hidratos, ausência de legumes e por aí fora, mas isso não me preocupa muito. Tenho fome, costumo comer o triplo e manter-me nos 47/48. A comer assim, perco peso (actualmente). Hoje pensei em gomas e porcarias. Bateu saudades de compulsões (não das compulsões, mas de junk food).

Tenho frequência de estatística na 4ª e ainda não peguei em nada. Esta vai correr tão mal ou pior ainda do que a 2ª frequência. Mas desta vez não estou muito preocupada.Paciência.

O que se passa, maria ines... o que se passa?


2 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net encontrei o seu blog , que me chamou à atenção li a primeira postagem e folhe-ei mais lagumas, é um blog feito com muito entusiasmo, e dedicação, gostei do conteúdo e quero deixar os meus parabéns, quando encontro um blog bom deixo sempre um comentário e um convite.Ficarei grato se me der a honra da sua visita no meu blog O Peregrino E Servo. Se desejar seguir eu sempre vou retribuir seguindo seu blog também.
Sou António Batalha, cristão evangelico. Deixo a minha benção, e a paz de Jesus.
PS.Ao seguir meu blog faça-o de forma a que eu possa encontrar o seu blog, para que possa segui também.

disse...

Inês!
O que é que te assusta na vida sem a doença? consegues perceber?
Vejo-te a lutar, a lutar mesmo, não é só em palavras...mas passado um tempo parece que tens necessidade de voltar a prender-te - por qq coisa q seja - à doença... como se estivesses dividida entre a vida em liberdade e a vida amparada por quem sabe tomar conta de ti... percebes? não me leves a mal, ms tenho vindo a sentir isso qd te leio acho q te faz bem reflectires nisso. beijão! tas linda!