terça-feira, 29 de janeiro de 2013

mãe (again)

Sinto-me triste. Mais uma vez.

A minha mãe passou o dia enfiada na cama. Levantou-se de manha cerca de uma hora. O mesmo aconteceu à tarde. Sinto que está a ficar verdadeiramente deprimida e não sei o que fazer. Sinto-me impotente e isso deixa-me em pânico. O que posso eu fazer? O que queria eu quando estava assim? Desaparecer. Nada me fazia ter vontade de viver. Deve ser isso que ela sente neste momento. E pensar que ela sente isso despedaça-me o coração. Porque é que não consigo fazê-la sentir-se melhor? Porque é que eu própria não sou razão para ela querer viver? Eu sei que a culpa não é minha, tal como não era dela quando a merda da depressão me atacou.

"Falhei em tudo na minha vida. Falhei com o teu irmão, falhei contigo, falhei com todos vocês."

O que é que eu posso fazer????
Não me ir abaixo é o melhor, eu sei. Mas não é o suficiente. O que é que se faz nestes casos? Ela a mim gritava, batia-me, arrancava-me à força da cama, ligava à minha psicóloga, internava-me nas urgências, arranjava forma de eu estar sempre vigiada, jamais podia estar sozinha, virava o quarto do avesso para encontrar comida, lâminas, comprimidos ou papéis onde escrevia o que me ia cá dentro.

Mas eu não posso fazer nada disso. Porque ela é minha mãe e não aceita que eu "mande" nela.
Sinto que ela própria nos pede para a controlarmos, apesar de reclamar (como eu também fazia). Hoje, por exemplo, disse-lhe "vá, já chega de cama. Levanta-te e vem lanchar para tomares o comprimido. Vá! Imediatamente!" E ela veio. A reclamar, mas veio. Se eu lhe pedir com jeitinho, não vem. Por vontade própria então nem se fala.

Ela não pode passar pelo que passei... simplesmente não pode. Não ela, não a minha mãe.
O que é que eu faço?????????????????????????????????????
Tenho acordado a meio da noite com a cara lavada em lágrimas. Sonho que alguém me conta que ela morre ou então vejo-me a tentar reanimá-la. God, que dramatica sou lol.

Ah. Ela não quer fazer a operação nem os exames. "Não tenho estrutura emocional para aguentar isto". Acredito que minta aos médicos, dizendo-lhe que se sente cansada, para que continuem a adiar os exames (que não podem ser feitos enquanto não se sentir melhor). Tenho vontade de agarrar nela, enfiá-la numa maca amarrada e dizer: "Não tens outro remédio. O pai vai para Angola mas não te vai abandonar. Aceita isso de uma vez por todas, caralho!!!!!!!" (eu acho que tudo isto é a forma de ela dizer ao meu pai "preciso de ti, não vás!!").

Enfim. Amanhã tenho exame. Estive a ver conversas (facebook) do pessoal de psicologia. Está tudo em pânico porque o professor disse que não ia facilitar minimamente no exame de recurso. Não vou passar, não  me esforcei o suficiente. Paciência. Isso é o menor dos males.

O estupor e a minha mãe estão seriamente amuados. Cabrão de merda. Está-se a lixar para se ela respira ou não e ainda tenta piorar a coisa.
A minha irmã está longe, não percebeu ainda a gravidade da coisa.
A minha tia está-se a lixar para a irmã e deixou os meus avós a cargo dela. Isto sem falar no meu tio.
Só eu e o meu pai. Só nós os dois podemos ajudar a minha mãe. Como é que eu não sei. O coitado do homem anda também irritadiço. Vê-se no tom de voz e na forma como trata os cães. Isto vai ser lindo quando ele for para Angola. Oh se vai. Vai ser simplesmente perfeito.

pa papo-seco com manteiga; 3 fatias de queijo
almoço esparguete com atum e molho de tomate; iogurte
lanche 1:  iogurte
lanche 2: meio snickers. 1 embalagem de gomas.
Jantar: Não sei se vá comer. A mãe já jantou (yeah, right) e o pai vem tarde (vou sim, apetece-me é fazer birrinha aqui entre nós só para me armar em miúda mimada, mesmo)

Ontem comi melhor. Sopa e legumas e tal. Hoje que se lixe.





7 comentários:

Be(e)Free disse...

Sinceramente, o teu irmão tem de se chegar à frente. Se ele não o fizer, tens de assumir. Não há mais ninguém.

Estás a fazer tudo mt bem, portanto, é para continuar, parece-me. Não me parece que haja alternativa. Os teus avós vivm onde? São doentes? Precisam de cuidados permanentes?
Como tens organizado o teu dia?


Qt à mãe, estás a ter uma optima atitude. Dura e amorosa ao mesmo tempo. Não desistas, mesmo que pareça que vais dar em maluca. Ela não tem mais ninguém perto..e qt ao ela ser a mãe e tu a filha..se ela nao quer que ninguém mande nela, nao se pode por a jeito. Enfia-lhe os comprimidos pela goela, pelo menos( nao tou a gozar).

bjs

Milita* disse...

a tua mãe não tem amigas próximas? Pede a alguém mais próximo dela que tente tirá-la da cama. Já que tu não tens "poder" para isso (eu compreendo..)
o exame vai correr bem!
Força :)

Biia ' disse...

flor peça ajuda pra mais alguém! e não desista dela, mesmo que ela resmungue faça-a sair da cama! nessas horas o que todo mundo mais quer e precisa é de alguém para animar, não desista dela :)
boa sorte no exame, vá com pensamento positivo e vai dar tudo certo!
beijinhos s2

Anónimo disse...

Como é que estás? xx

Anónimo disse...

Τhey give wonԁerful eleсtrіc cigs wіth a lot even far
more advаncements versus new manufacturer.

my web site; V2 Cigs Coupon

Anónimo disse...

There are many causes why persons favor this belt.


Have a look at my website - www.marsvenusatwork.Com

Anónimo disse...

Scientific tests demonstrate that all over
four in one hundred among Caucasian populace create dysplastic
moles. If you are concerned to do that, you can make use of toenail clippers.


My web site :: Plentyofvehicle.Com