quinta-feira, 9 de maio de 2013

Tia.

A minha cunhada está grávida de 6 semanas. Ainda o meu avô estava vivo e o meu irmão não tinha tido acidente nenhum. Estão indecisos entre abortar ou não, porque as condições não são propriamente boas para ter um filho. Não foi irresponsabilidade, porque ela toma a pílula.

Quero ser tia. Mas a decisão não depende de mim. Apenas posso dar o meu apoio para qualquer das decisões que tomem.

Os meus pais estão tristes porque querem um neto.

A minha cunhada está triste porque abortar vai contra o que acredita, mas ao mesmo tempo está confusa. Cá para mim eles querem, mas estão borrados de medo. Estava nos planos deles serem pais apenas daqui a um ano.

O meu rapaz vai-se embora em menos de 15 dias.

Estou cansada de tanta coisa e de tanta importância a acontecer.

Estou mais gorda, tenho feito por isso. Mas não sei quanto, não me peso há mais de 1 semana. Não estou a fugir, apenas não calha, não me importa muito.

Quero ser tia. Quero que 2013 seja um ano bom a recordar. Já chega de desgraças...
E quero ficar aqui quietinha, não me apetece ir para cima. Ele às vezes mete-me medo... mas isso é a minha parvoíce a falar mais alto. Está na altura de crescer e enfrentar as coisas. Bah.


5 comentários:

Be(e)Free disse...

:(

Filipa disse...

...
Há momentis em q não são precisas palavras.

Nortenha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nortenha disse...

De momento tenho 3 lindas sobrinhas. Quando a minha 1ª sobrinha estava na barriga da minha irmã, o meu pai queria que ela abortasse por ser muito nova (tinha 15 anos) mas a minha irmã quis ter a criança mesmo que para isso tivesse que sair de casa. E teve-a. E hoje é amada por todos.

Acho que o bebé iria alegrar a casa após tantas coisas más que vos aconteceu... Mas quem sou eu para opinar? A tua cunhada e irmão é que têm de decidir... Mas só espero que tomem a decisão correcta (ter a criança...).

Sê forte, mais uma vê, Inês... Beijinhos.

Nortenha disse...

*vez