sábado, 31 de agosto de 2013

Nope

Não consegui o emprego, mas não foi surpresa, na própria entrevista percebi isso. Eramos muitos e eu era a mais nova e a única sem experiência na área... previsível. Fiquei foi algo chateada por ter gasto 10 euros para ir lá, mas enfim, parada não posso ficar.

Ontem à tarde a coisa piorou, voltei a sentir-me sozinha. Para melhorar a coisa, o rapaz não saiu à tarde, saindo só às 11h e tal.
São 9h30 e já foi trabalhar. E eu? A tentar não pensar que será mais um dia enfiada em casa, sem ver ninguém. Sim, posso sair, sim, posso ir passear. Mas andar aqui às voltas não me parece o mais indicado (nem interessante).

O rapaz anda cansadíssimo e um bocado irritadiço, o que é compreensível, mas nada fácil de lidar. Fico o dia inteiro à espera destes bocadinhos... mas não o posso julgar, compreendo perfeitamente. Além de que eu própria me sinto chata.

Não sei que fazer à minha vida. Tenho até dia 4 para me inscrever no mestrado, mas não sei se quero, vou continuar dependente de toda a gente. Mas emprego está difícil. Bah. Hoje apetece-me ficar bem quietinha... no meu canto.

**

4 comentários:

Anónimo disse...

inscreve-te meeeeu.
eu n quero ser melga, mas se nao acreditasse mesmo nisso n insistia!

bora miuda, é altura de pegar o boi pelos cornos, n queremos voltar ao mesmo...

Diana

disse...

recebo uma foto tão gira e depois recebo estas notícias... não quero nada disto! quero-te viva! procura o q te faz feliz, pesa bem as coisas e fica com o que te dá mais coisas boas que más... estudar é sempre bom, mas entendo a tua necessidade de trabalhar. eu parei o mestrado pq tive uma oportunidade optima de trabalho e queria mt a minha independência...e olha, nao estou nada arrependida, apesar de saber que agora seria muito complicado voltar a estudar. Temos de estar juntas masé! =)

Anónimo disse...

Inscreve-te. Vais-te valorizando enquanto esperas por uma oportunidade de trabalho. Mesmo que desistas de escrever a dissertação sempre ficas com uma especialização.

Pedacinho disse...

Força nessa decisão! Talvez a 'solução' esteja mesmo à tua frente :) Dentro do teu coração está de certeza. Não gosto muito de 'mandar postas de pescada', mas o mestrado parece-me um boa opção! O aborrecimento acabava e irias sentir-te a caminhar em frente.

Força nisso! E um beijinho muito grande! Com tanta coragem, tanta determinação, tanta vontade (vejo-as todas nas entrelinhas das tuas palavras, acredita!), só pode sair coisa boa :)