quinta-feira, 5 de setembro de 2013

(fisicamente) exaustaaaaaaaa!

Ontem entrevista correu bem, passei à fase seguinte: formação sem compromisso.
Deitei-me às 2h, levantei-me às 6h para entrar na formação às 9h30. Pequeno-almoço às 6h30. Fartei-me de andar, subir e descer escadas. Sentei-me apenas para almoçar (uma bifana pequeníssima snif com mostarda e 1 ice tea). Fartei-me novamente (e mais ainda) de andar. Regresso a almada perto das 18h30 para teste. Passei e querem que fique, pelo menos à experiência. Foi muitíssimo fixe. Folga ao domingo. O rapaz folga à segunda. Só nos veremos à 1h da manhã todos os dias (menos ao domingo e à segunda, claro), porque quando me levanto ele fica a dormir.

Se ficar, adeus mestrado. Se for po mestrado, impossível este emprego. E as consultas? Terei de pedir o favor de poder ir "ao médico". Nada agradável, mas nem há outra hipótese, se ficar. Deixar de ter consultas assim do nada seria o mais irresponsável a fazer.

Dormi quatro horas, comi pouquíssimo (acabei de comer sopa -consistente! com muita batata e massa- e tou de volta de bolachas maria com manteiga) e andei kilometros. Se me tivesse pesado ontem e me fosse pesar amanhã, certamente teria perdido 1kg ou mais. Amanha deveria levar sandes, mas não tenho pão em casa. Não contava chegar a casa tão tarde, já está tudo fechado. E amanhã, às 6h da manha, nao me parece que haja alguma coisa aberta.

Gastei 6.50euros em transporte. Mais 4 em comida. Mais 3.80 em tabaco. Mais 3 em pastilhas, café e água. Yey me! Amanha (se decidir ir em frente) serão mais 6.50 em transportes e mais uns 5 em comida.

Não sei que faça. Mestrado ou trabalho? E será o mais indicado? Manter ou aumentar o peso vai ser extremamente difícil... terei de comer muuuuuuuuuuuuito mais. Serei capaz? Sou. Mas quero? Diria que sim, mas nunca sei. Por vezes engano-me a mim própria.

Estou exausta. O rapaz deve sair outra vez tarde. Vou navegar um pouco, comer mais e dormir até ele chegar. Depois acordar, decidir com ele entre mestrado e emprego, tomar banho e dormir. Estou cansada, mas sinto-me tão, tão bem por dentro... Conviver faz-me bem. Mas, lembrei-me agora, e nós? Iremos os dois, ou melhor, a nossa relação, sobreviver a nem um dia por semana juntos? Só com 1h de convívio por 5 dias (de madrugada) e umas 3 ou 4 por 2 dias? God. Temos de falar mesmo...

Beijinhos!!!!

Sem comentários: